Cassio Bobsin, CEO da Zenvia. Foto: divulgação.

A Zenvia, companhia gaúcha de plataforma de comunicação e serviços móveis, acaba de comprar a Sirena, startup argentina com base em São Francisco, nos Estados Unidos, dona de um CRM para WhatsApp.

A empresa não informou o valor da aquisição.

Fundada em 2016, a Sirena conta com aproximadamente 700 clientes em mais de 30 países e chegou a captar US$ 2,8 milhões em investimentos em 2018.

Sua tecnologia permite centralizar a comunicação de WhatsApp para equipes de vendas, automatizar parte da jornada do consumidor mediantes bots e fazer broadcast de notificações de valor para o cliente final.

A aquisição traz 55 pessoas para o time Zenvia, totalizando mais de 350 colaboradores. Além disso, expande as operações da empresa na América Latina, com escritórios nos Estados Unidos, Argentina, Brasil e México.

"Nos tornamos a empresa líder da América Latina em quantidade de companhias atendidas com a nossa solução. Agora é a hora de dar um salto ainda maior, unindo a expertise da Sirena no mercado Latam à expansão internacional da Zenvia", ressalta Miguel Morkin, CEO da Sirena.

Com o negócio, a carteira de clientes da Zenvia aumenta, ultrapassando 8 mil empresas de pequeno, médio e grande portes atendidas.

Segundo a companhia, a ideia é combinar a plataforma da Zenvia e a solução da Sirena para unir comunicação e gestão de vendas. Assim, os profissionais de equipes comerciais não precisarão mais utilizar o WhatsApp pessoal no contato com os clientes.

Além disso, o objetivo da operação é fomentar mais a atuação Latam da Zenvia junto ao WhatsApp Business API, tecnologia do Facebook da qual a companhia de tecnologia brasileira é Official Business Solution Provider.

A Zenvia passa, então, a contar com soluções para vendas, marketing e atendimento ao cliente por meio de WhatsApp.

Isso significa a viabilidade do envio de notificações, gestão de filas de atendimento, criação de chatbots, realização de integrações com outros sistemas, automação de fluxos de interação, qualificação de leads e suporte ao cliente.

"A aquisição da Sirena não somente nos abre as portas para toda a América Latina, mas especialmente encontramos neles um time de alto nível profissional, com cultura similar à nossa e com muita vontade de construir um produto que melhore a comunicação dos clientes", afirma Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

Esta é a segunda aquisição da empresa neste ano. Em março, a Zenvia anunciou a compra da solução da Omnize, uma startup brasileira baseada na Flórida, dona de uma solução na nuvem de customer service.

Com 16 anos de mercado, a Zenvia iniciou no mercado de sistemas baseados em SMS, mercado que passou a liderar em nível nacional em 2011.

Nos anos seguintes, com a tecnologia de SMS sofrendo assédio de novas formas de comunicação por dispositivos móveis, a Zenvia foi se reposicionando para ter uma oferta mais completa em diferentes plataformas.

Em 2018, a receita líquida da empresa foi de R$ 306 milhões, uma alta de 33% frente ao ano anterior.