LOGÍSTICA

Luxafit monitora medicamentos com Sensorweb

28/07/2021 17:42

A empresa implantou o sistema em uma frota com mais de 70 veículos refrigerados.

Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Luxafit, especializada em logística aérea, marítima e rodoviária, adotou a solução da Sensorweb, catarinense especializada no monitoramento e controle de temperatura e umidade da cadeia fria da saúde, para modernizar sua gestão no transporte de medicamentos.

Até então, o monitoramento da frota refrigerada era feito com o data logger, um aparelho eletrônico de medição considerado mais instável e que poderia comprometer a carga em caso de erros não percebidos.

Neste caso, só havia acesso à informação sobre a condição do transporte da carga no final da rota e os dados eram extraídos do data logger, o que poderia causar a perda da medicação armazenada caso houvesse uma excursão de temperatura por bastante tempo.

“Além do risco da qualidade do produto entregue, havia um risco financeiro caso essa carga fosse perdida”, explica Susana Rocha, customer success da Sensorweb.

Com isso, a empresa implantou o sistema automatizado de temperaturas, há 10 meses, em uma frota composta por mais de 70 veículos específicos para o transporte de cargas refrigeradas.

Isso inclui a instalação de sensores de monitoramento e registro da temperatura e umidade, alerta de falhas e status da porta do veículo e da localização por GPS.

“Uma vez que essa informação está na plataforma e disponível on-line, a empresa passa a dispor de alertas em tempo real em caso de excursões de temperatura, a partir da definição das faixas de operação daquele transporte”, explica Douglas Pesavento, CEO da Sensorweb.

Assim, os profissionais da empresa podem tomar uma ação de imediato, diferente do formato anterior, em que a informação de excursão só era conhecida no momento do descarregamento dos dados dos data loggers.

“Os sensores conseguem atuar de forma muito mais assertiva e, se houve perdas no passado, hoje temos a possibilidade de evitar prejuízos financeiros, mas, sobretudo, estamos lidando com a saúde das pessoas que vão demandar desses produtos e garantir a preservação de sua eficácia não tem preço”, afirma Rocha.

A fim de reduzir para zero o tempo perdido com extração de dados, o novo sistema gera relatórios não editáveis em segundos, o que reduziria problemas de perda de informações, erros ou risco de fraudes.

De acordo com Pesavento, isso acarreta em vantagem comercial, devido ao fato do processo ser todo automatizado, validado de acordo com as normas vigentes, e gerar confiança para os fornecedores, grandes laboratórios e clientes.

Com a solução, a empresa também adequa o serviço à resolução RDC/430, da Anvisa, que padroniza as regras de boas práticas entre as empresas de distribuição, armazenagem ou transporte de medicamentos.

Fundada em 1994, a Luxafit  é especializada na área de importação e exportação e logística aérea, marítima e rodoviária.

Já a Sensorweb, no mercado desde 2009, é uma startup de Florianópolis que soma 355 unidades de saúde monitoradas e mais de 5 mil pontos de monitoramento. 

Entre seus clientes, estão clínicas e hospitais como A.C Camargo Cancer Center, Cardiovac Cardiologia e Vacinação, Hospital de Amor Amazônia e diversas unidades da Unimed.

Veja também

TELEMEDICINA
SulAmérica: receitas médicas com Memed

A Docway, controlada pela mesma companhia, também está usando a plataforma.

CADEIA FRIA
Grupo Polar controla informações com Totvs

A empresa atua no armazenamento e transporte de remédios termolábeis, como as vacinas.

ALTA
E-commerce cresce 110% no primeiro trimestre de 2021

Dados são da Senior Sistemas, cujas soluções fazem 40% da movimentação logística do Brasil.

VERBA
Sensorweb: projeto com R$ 1,52 mi da Finep

A empresa está desenvolvendo um sistema de gestão de alerta para dispositivos de IoT em saúde.

LAST MILE
LS Translog adota solução de logística da uMov.me

A principal demanda da transportadora era enviar um link para o cliente final acompanhar o entregador.

CARREIRA
Sotran Logística tem novo CTO

Com 24 anos de experiência, Heitor Avila de Carvalho era diretor de tecnologia da CVC.