Visa aponta vantagens do cartão-app. Foto: divulgação.

Para a Visa, o futuro dos cartões de crédito reserva muitas facilidades com o uso de dispositivos móveis. Para a operadora de cartões, em um futuro próximo será possível solicitar a emissão de cartões de crédito virtuais diretamente pelos aplicativos móveis dos bancos.

Quem afirma isso é o diretor de mobilidade da Visa na América Latina, Rodrigo Meirelles. Segundo ele, o uso de smartphones e tablets tornará mais ágil a distribuição dos cartões, com mais segurança e conveniência aos portadores.


O uso do celular como cartão envolve o uso de tecnologias ainda em início de massificação, como o Near Field Communication (NFC), que possibilita a comunicação sem contato físico - ou seja, elimina a necessidade de um cartão normal.

Um exemplo citado por Meirelles é o caso de viagens para o exterior. Em caso de extravio do cartão, o usuário tem a dor de cabeça de solicitar um novo cartão, para ser buscado em um banco parceiro em alguns dias.

Segundo Meirelles, com o uso de um app para dispositivo móvel, mesmo na perda do smartphone, por exemplo, o cartão não se perde, pois basta baixar e reativar o app para recuperar o serviço.

Segundo analistas, operadoras como MasterCard e Visa logo devem intensificar seus esforços para emplacar suas tecnologias de cartões virtuais, já empregadas em regime de teste em algumas operadoras no mundo.

No Brasil, o conceito de usar o NFC como instrumento de pagamentos foi apontado por bancos como o Bradesco e empresas de segurança digital como a Gemalto, mas acabou não decolando.

As duas empresas, em parceria com a TIM, desenvolveram um projeto piloto em fevereiro de 2013, com teste previsto em cerca de cem estabelecimentos.

O objetivo era permitir que os assinantes da operadora façam pagamentos do banco apenas aproximando seus smartphones de terminais de pagamento com tecnologia contactless. Entretanto, o projeto não teve prosseguimento.

"O desafio para as empresas é a adoção nos estabelecimentos físicos. Isso dependerá da presença de terminas de POS habilitados para funcionar com NFC", afirmou o diretor.