O novo laboratório em Curitiba integra o ecossistema de inovação da Renault no Brasil. Foto: Divulgação.

A Renault acaba de inaugurar um novo Renault Lab. O espaço está localizado na Universidade Positivo, em Curitiba. A iniciativa é focada em estudos sobre eficiência energética para motores a combustão.

O novo laboratório integra o ecossistema de inovação da Renault no Brasil, que já conta com Renault Lab no Cubo Itaú, em São Paulo; Renault Lab no Sistema FIEP, em Curitiba, Creative Lab no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, e America Digital Hub, em São Paulo.

“Continuamos ampliando nossos centros de inovação, buscando promover cada vez mais estudo e desenvolvimento junto ao meio acadêmico”, afirma Antonio Fleischmann, vice-presidente de engenharia da Renault para a região Américas. 

Atualmente, a Universidade Positivo oferece mais de 60 cursos de graduação presenciais, além de doutorado, mestrado, cursos de especialização e MBA, idiomas e programas de extensão. A organização conta com três unidades em Curitiba, uma em Londrina e outra em Joinville. 

A Universidade também possui polos de Educação a Distância (EAD) em mais de 60 cidades espalhadas pelo Brasil.

“O mundo está cheio de novas tecnologias e inventos, o foco é na união de academia, empresas e governos, para o progresso da ciência, o aumento do conhecimento e a aplicação de novas tecnologias voltadas para o crescimento econômico, o desenvolvimento social e a melhoria do bem-estar social da humanidade. A parceria entre a Universidade Positivo e a Renault Brasil representa a união dessa nova realidade, em que academia e empresa caminham juntas, no caso específico para a busca de eficiência energética na indústria”, afirma José Pio Martins, professor, economista e reitor da Universidade Positivo.

O Grupo Renault está presente em 134 países e vendeu quase 3,9 milhões de veículos em 2018. Com mais de 180 mil colaboradores, tem 36 unidades industriais e 12,7 mil pontos de venda espalhados pelo mundo.