MENOS

BYOD não existe na América Latina

28/10/2013 15:08

Estudo aponta que 42% das empresas não cogita uso de smartphones por empregados.

Menos empolgação pessoal. Foto: flickr.com/photos/tabor-roeder/

Tamanho da fonte: -A+A

Realidade inevitável em nove em cada 10 apresentações sobre o futuro da tecnologia, a tendência de deixar os colaboradores definirem com que aparelhos querem trabalhar praticamente não existe na América Latina.

É o que aponta um estudo o Barômetro da Motorola Solutions, segundo o qual 42% das companhias não cogita o uso dos smartphones de empregados e 61% não pretendem trabalhar com tablets pessoais. 

Apenas 12% das empresas que implementaram  a política BYOD oferecem suporte de TI. Especificamente, só 19% proporcionam suporte de TI para smartphones e 17% para tablets pessoais. 

Na América Latina, 72% das empresas disponibilizam smartphones para seus empregados, enquanto 39% oferecem tablets. Além disso, espera-se que 10% das empresas implementem tablets nos próximos 12 meses.  

A pesquisa é feita pela TNS Internacional e incluiu 375 executivos-chave de TI e negócios da Argentina, do Brasil, da Colômbia e do México. 

Das empresas de transporte e logística, 77% equipam seus empregados com smartphones e 51% com tablets. Por sua vez, 56% das instituições do governo contam com trabalhadores equipados com smartphones e 37% com tablets.

“As empresas precisam oferecer a seus trabalhadores ferramentas que estejam preparadas para ambientes não amigáveis. A política de BYOD obriga os empregados a trabalhar com dispositivos planejados para consumo massivo, que provavelmente não são suficientemente robustos”, afirma Miguel Martinez Noguerol, vice-presidente corporativo de Vendas e Operações, América Latina e Caribe.  

Veja também

FIREWALL DE NOVA GERAÇÃO
Palo Alto aumenta o foco no Brasil

Empresa não revela números do país, mas afirma ter fechado várias dezenas de contratos por aqui em cerca de um ano de operação local.

ACCENTURE
Para CIOs, mobilidade é chave para gerar receita

Estudo mostra que 79% dos CIOs entrevistados veem a mobilidade como gerador de receita e projeta investir de 31% a 40%  de seus orçamentos nesta área.

TENDÊNCIA
Embraer aposta em BYOD

Política de uso hoje envolve 23 mil pessoas, entre funcionários, empresas terceiras e clientes VIPs.

GESTÃO
Conheça a crise silenciosa da TI

Cenário de TI que garante a estabilidade dos sistemas corporativos sustentado por redes e dados 100% controladas pelas organizações está condenado.