Marcos Echevarria, da UCPel.

A UCPel, junto com empresas de TI de Pelotas, colocou em andamento um programa visando aumentar o interesse dos jovens locais pelos cursos universitários na área de TI.

O Programando o Seu Futuro, cuja primeira turma iniciou em agosto, oferece 120 horas de treinamento em programação Java ao longo de quatro meses por R$ 330. 

A formação é subsidiada pela UCPel, que cedeu instalações e horas de professores e por quatro empresas da cidade – Conrad Caine, Eckert Cane, Fixed By Us e APH Consultoria – que pagam parte do valor.

“Vimos que apesar de todas as oportunidades que a cidade oferece na área, o número de matriculados nos cursos caía”, afirma Marcos Echevarria, professor da Computação da UCPel que é um dos organizadores da iniciativa.

De acordo com Echevarria a ideia com o curso é instigar o interesse de jovens do ensino médio e mostrar as possibilidades de carreira já no primeiro ou segundo semestre de um curso da Computação. A meta é um curso por semestre, com mais empresas patrocinando a próxima edição.

Pelotas tem um setor de TI forte, composto por cerca de 200 empresas, com destaque para agências digitais. 

A AG2 Publicis Modem, uma das maiores agências digitais do país, investiu no ano passado investiu R$ 1 milhão no seu centro de desenvolvimento local.

Recentemente, a prefeitura assinou o contrato para a construção da sede do Pelotas Parque Tecnológico, um investimento de R$ 3,7 milhões obtido junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

O objetivo é que em oito meses o local esteja pronto para abrigar oito empresas instaladas e 19 incubadas, gerando cerca de 400 empregos.

“Eu estou constantemente recebendo pedidos para indicar bons alunos e a verdade é que é difícil: todos estão empregados”, resume Echevarria.