São Paulo concentra o maior percentual de profissionais que falam espanhol, com 12%. Foto: aquarius83men/shutterstock.com

De acordo com dados de agosto da Catho, empresa especializada em recolocação profissional, um gerente fluente em espanhol recebe, em média, 29,7% a mais do que um sem o conhecimento. O dado foi divulgado pela InfoMoney.

Segundo a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), com o aquecimento de algumas economias da América Latina, o domínio da língua tem se mostrado cada vez mais necessário.

Além disso, um levantamento realizado no ano passado pela consultoria PageGroup registrou que apenas 9% dos executivos brasileiros possuem fluência no espanhol. 

No país, São Paulo concentra o maior percentual de profissionais que falam espanhol (12%), seguida pelas regiões norte e nordeste (11,7%), Rio de Janeiro e região sul do país (8,2%) e Minas Gerais (5%). 

O idioma é o terceiro mais falado no mundo.