Sede da Meta em São Leopoldo. Foto: Divulgação.

A Meta, uma das maiores empresas de TI sediadas no Rio Grande do Sul, está colhendo os frutos do seu investimento em metodologias ágeis de desenvolvimento de software, uma prática que neste ano deve responder por 60% das horas de trabalho dos profissionais da empresa.

Será uma virada em relação ao começo do ano, quando os métodos mais tradicionais de trabalho na fábrica de software, baseados no paradigma de qualidade de software CMMI, ainda respondiam por mais de 70% das horas.

“O que nós queremos agora é fazer esse lado ágil aparecer mais e para isso criamos uma vertical específica na oferta da empresa”, aponta Whillian Brose, contratado no começo do ano para ser o novo líder da área de software da Meta.

Brose começou a carreira na Meta como desenvolvedor, ainda em 2001, chegando a ser responsável pela conta da Gerdau. Em 2008, o profissional saiu da empresa, passando pela gerência da fábrica de software da Stefanini em Porto Alegre, pela HCL e pela HPE.

Essa área ágil da Meta oferece desenvolvimento de software e também os chamados “agile coachs”, profissionais que ajudam a estruturar práticas ágeis dentro das empresas clientes. A Globo é um dos cases da companhia nesta oferta.

Carlos Tristacci, na Meta desde 2013, é um desses coachs e o gerente responsável por essa nova área.

“É uma mudança na forma de trabalhar que coloca pessoas e gestão de mudanças no centro, o que é muito gratificante para os profissionais”, aponta Tristacci, comentando a mudança de paradigma entre o mundo impessoal das fábricas de software para o tipo de contato mais constante que se mantém entre fornecedores e clientes em um processo ágil.

O sucesso da abordagem ágil na parte de Software da Meta tem influenciado outros pilares de negócios da empresaa, como Estratégia, onde são oferecidos serviços de consultoria, governança, gestão de processos, gestão de projetos e gestão de mudanças.

A Meta tem ainda negócios nas áreas de terceirização de processos de negócios e tecnologia SAP. Objetivo da empresa é dobrar de tamanho até 2020.

A Meta tem mil funcionários em escritórios no Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Miami e uma carteira de 350 clientes, incluindo nomes como Lojas Renner, Herval, Hospital Sírio Libanês, Unimed, Sicredi e GetNet.