Adriano Lima. Foto: Humberto Teski/divulgação.

A WebRadar, player nacional em big data analytics e Internet das Coisas (IoT) para telecomunicações, transportes e energia, recebeu nova rodada de investimentos, no valor de R$ 40 milhões, para apoiar a sua estratégia de internacionalização e desenvolvimento de novos produtos.

O aporte foi realizado pela Qualcomm e o DGF Investimentos, holding que reúne diversos fundos dedicados ao investimento em empresas de tecnologia. Os novos investidores passam a contar com participações minoritárias e não terão controle sobre a gestão.

A partir dessa rodada de investimentos, a WebRadar passa a ter no seu quadro de acionistas três investidores estratégicos (Intel, Citrix e Qualcomm) de reconhecimento internacional no setor de Tecnologia e um investidor financeiro (DGF Investimentos) de grande renome no Brasil.

Segundo explica Adriano Lima, CEO da WebRadar, o investimento antecipará o lançamento de novos produtos e avançará a marca fora do Brasil, principalmente nos mercados dos Estados Unidos e Europa.

"Em um segundo momento, também vamos avaliar a entrada em outras verticais de negócio além das que já atendemos”, completa o CEO.

Fundada em 2008, a empresa atua em países como Canadá, EUA, México, Peru, Argentina, Chile, Bolívia e Itália, além do Brasil, com suas soluções monitorando mais de 1 milhão de ativos e coletando mais de 1 bilhão de novos registros por hora em seus servidores.

Na sua carteira de clientes de big data analytics, a WebRadar tem grandes nomes como Nokia, AT&T, Tim, Nextel, Telefônica, Schlumberger, Jamef e Luft Transportes. A empresa não divulga seus dados de faturamento.

“A WebRadar surgiu como uma empresa atuando forte para suportar as operadoras globais a melhorar a sua qualidade de rede, além de ser uma catalizadora para Internet das Coisas (IoT). Por esta razão, nós decidimos realizar esse investimento ao lado da DGF”, diz Carlos Kokron, vice-presidente, Qualcomm Ventures Latin América.

Em 2013, a WebRadar recebeu o primeiro investimento estratégico, realizado pela Intel Capital e Citrix. A empresa foi ainda a vencedora do Prêmio FINEP de Inovação 2013, promovido pela Agência Brasileira de Inovação e pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, na categoria empresas inovadoras.