Marcelo Bellini Garcia, presidente da Idemia na América Latina. Foto: Divulgação.

A Idemia anuncia Marcelo Bellini Garcia como novo presidente da empresa na América Latina. 

Em seu novo cargo, o executivo tem o objetivo de consolidar o processo de integração entre as operações das antigas OT (Oberthur Technologies) e Safran Identity & Security (Morpho), que deram origem à Idemia após a conclusão da fusão, no ano passado. 

Antes de assumir a presidência da operação latino-americana da Idemia, Bellini ocupou posições de liderança na antiga Morpho por 20 anos, incluindo a diretoria de operações no Brasil e a presidência da empresa na Colômbia e nos Estados Unidos. 

Com a nova marca, a empresa tem a meta de dobrar o faturamento da região em soluções digitais. Para isso, aposta na especialização da Idemia em biometria e pagamentos móveis. 

“O ano de 2017 foi marcado pelo lançamento dos ‘pays’ para os dispositivos móveis ao redor do mundo, pela expansão do uso da biometria e pelo uso de ferramentas para dispositivos móveis por parte dos bancos, com o objetivo de melhorar significativamente a eficiência operacional e a satisfação dos clientes”, explica Bellini. 

Para atender a essa expansão, a Idemia vai investir €1 bilhão em P&D nos próximos cinco anos. 

“Na América Latina, vamos aproveitar a maturidade tecnológica do mercado para alavancar nossas ofertas e ampliar as operações da região”, detalha.

Além de assumir a presidência, Bellini também continuará na vice-presidência da unidade de negócios Financial Institutions, área direcionada a bancos, sistemas de pagamento e processadores de transações. Nesse cargo, ele se reporta a Pierre Barrial, diretor global da Unidade.

A Idemia atualmente opera em 180 países, onde emprega 14 mil pessoas. Na América Latina, a empresa atua nos principais países, com escritórios instalados na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Peru.