PRESENÇA

Huawei reforça nuvem no Brasil

29/01/2021 10:23

Com nova zona de disponibilidade, os chineses querem competir com AWS e Azure.

Huawei aposta no mercado brasileiro. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Huawei colocou em operação um segundo data center no Brasil, criando assim uma segunda zona de disponibilidade, na qual os clientes podem fazer o backup dos dados e sistemas rodando na primeira zona.

Data centers de grandes empresas normalmente têm uma dose de mistério envolvida, mas a gigante chinesa bateu um recorde no assunto, ao não informar onde fica o primeiro, nem o segundo data center brasileiro.

A Huawei disse apenas que as estruturas são próprias e geridas pela empresa, uma cutucada indireta em concorrentes que alugam espaço em grandes data centers de mercado.

O vice-presidente da unidade de cloud da Huawei no Brasil, José Nilo, garantiu ao site Convergência Digital que os investimentos colocam a Huawei em condições de competir no mercado de nuvem pública com as líderes AWS, Google e Microsoft Azure.

A Microsoft anunciou em outubro do ano passado uma nova região de nuvem no Brasil, baseada no Rio de Janeiro, complementando a já oferecida a partir de São Paulo desde 2014.

Ter duas zonas no país é um pré-requisito para atender clientes que querem manter todos os seus dados no território nacional, como o caso do governo federal, que está apostando forte na nuvem e já fechou grandes projetos com a AWS.

José Nilo foi contratado pela Huawei há pouco mais de um ano, vindo da própria AWS, onde foi country manager da AWS entre 2011 e 2020. Antes, ele teve também uma passagem pelo Google.

Nilo destacou que, apesar de estar chegando um pouco tarde no mercado brasileiro, no qual a AWS já está atuando há uma década, a Huawei é a segunda provedora no mercado chinês, só atrás do Alibaba.

O Alibaba, aliás, também está no mercado brasileiro, ainda que com uma presença discreta e ainda mais misteriosa. 

Em junho de 2019, a reportagem do Baguete revelou que a UOL Diveo, uma das maiores empresas brasileiras de data center e tecnologia, havia se tornado parceiro de cloud dos chineses no Brasil. 

A divulgação partiu dos brasileiros. Procurado pelo Baguete na época, o Alibaba Cloud disse por meio de um porta voz que já vem trabalhando no Brasil “por mais de um ano”.

Veja também

RUMOS
AWS, pronta para aceitar o multicloud?

Líder de mercado muda de postura e vai facilitar o uso de outras nuvens em conjunto com a sua.

PRESENÇA
Azure tem nova região de nuvem no Brasil

Lançamento abre portas para vender nuvem no governo, um segmento no qual a AWS está na frente. 

DEFESA
Temer fará lobby pela Huawei

Gigante chinesa contratou ex-presidente para fazer um parecer sobre banimento no Brasil.

CERTIFICAÇÃO
Huawei conquista ISO 27001

Multinacional chinesa está presente há 22 anos no Brasil, atuando com operadoras.

RESPOSTA
Huawei se defende da ameaça de Bolsonaro

Ameaçada de ficar fora do leilão do 5G pelo presidente, chinesa dispara uma longa indireta.

BLOQUEIO
Bolsonaro: porta fechada para a Huawei?

Ala anti-chinesa do governo está ganhando força e limitações podem ser impostas no 5G.

POSICIONAMENTO
Vivo vira broker de nuvem

Plataforma começa com Microsoft, Huawei Cloud e AWS e logo terá Google também.

ADEUS
Relembre 2020, se você é corajoso o bastante

A retrospectiva de um ano que não será esquecido: coronavírus, novo normal, ransomware, grandes negócios e mais.

VAREJO
Havan: Azure com SOU.cloud

Nuvem da Microsoft é a base de várias iniciativas da varejista catarinense.

DADOS
Mais AWS no Mercado Livre

Gigante de e-commerce usa soluções de machine learning e analytics da AWS.

REFEIÇÕES
Sapore migra para Azure

Projeto foi feito pela SoftwareOne, que assume agora o gerenciamento da infra.