EAD

Blackboard: mega acordo com Positivo

29/04/2014 15:44

Matthew Small, diretor internacional de Blackboard.

Tamanho da fonte: -A+A

A Blackboard anunciou nesta terça-feira, 29, um acordo com a Positivo que representa o maior negócio já fechado pela multinacional de educação a distância no país até o momento.

Com o contrato, a Universidade Positivo passa adotar a plataforma da Blackboard para atender a seus alunos e professores. A instituição tem cerca de 10 mil alunos, possui 56 cursos de graduação e desde o ano passado oferece ensino a distância.

Além disso, cerca de 40 instituições de ensino superior usuárias do Portal Universitário, um dos portais de educação criados pela Positivo Informática, podem migrar para a solução online da Blackboard e passar a usufruir dos novos recursos. Essas instituições totalizam mais de 100 mil alunos.

A plataforma oferecida inclui os softwares Blackboard Learn (LMS), Blackboard Managed Hosting e Blackboard Collaborate (web conference). 

“A Blackboard atende a 72% das 200 melhores universidades do mundo. É, portanto, o parceiro a quem unimos forças com a certeza de levar  tecnologia de ponta aos nossos alunos”, explica Lucas Guimarães, vice-presidente do Grupo Positivo.

O acordo tem potencial de expansão para a Blackboard. A divisão de tecnologia educacional da Positivo Informática atende cerca de 14 mil escolas em todo o Brasil e em mais de 40 países. A área tem um faturamento na casa do R$ 1 bilhão.

Além das suas soluções proprietárias, a multinacional também trabalha com o software open source Moodle, mais acessível para implantações melhores.

“Com mais de 7 milhões de estudantes no ensino superior e projeção de dobrar esse número nos próximos anos, o Brasil é uma das regiões educacionais mais dinâmicas do mundo”, afirma Matthew Small, diretor internacional de Blackboard.

A Blackboard é representado com exclusividade no Brasil desde 2011 pelo Grupo A, editora de livros educacionais.

Há 38 anos no mercado, a Grupo A – Artmed Editora até 2010 – é uma holding formada pelos selos editoriais Artmed, Bookman, Artes Médicas, McGrawHill, Penso e Tekne.

São clientes, organizações como Feevale, FGV, FAAP, Dom Cabral, ESPM e Senac-SP.

A Blackboard fechou o capital em 2012, após ser adquirida por US$ 1,64 bilhão por um fundo de investimentos. Em 2010, último ano para o qual existem dados públicos do ano, o faturamento foi de US$ 447,32 milhões.

Veja também

E-LEARNING POWER
Ibmec migra para Blackboard no EAD

Grupo adota mesma plataforma recentemente implantada pela Feevale, da fornecedora americana representada no Brasil pelo gaúcho Grupo A.
 

ENSINO
Unisinos reduz evasão no EAD com Gvdasa

Primeira fase do projeto já contribuiu para reduzir de 10% a 15% o número de evasões.

E-LEARNING
Blackboard: oferta Moodle no Brasil

Joule é um desdobramento das aquisições feitas em março de 2012.

EXCLUSIVO
Pitágoras fecha com Blackboard

O projeto, que envolve 200 mil alunos e 800 escolas, abre as portas da Kroton para a Blackboard.