Os motoristas transportam combustível até os postos de todo o país. Foto: divulgação.

A Raízen, gigante brasileira de açúcar e etanol, adotou a solução da Sábios, edtech catarinense especializada em gamificação e inteligência artificial, para capacitar cerca de 500 motoristas terceirizados que transportam combustível até os postos de todo o país.

Segundo a empresa, a escolha por este tipo de tecnologia foi baseada em experiências já executadas pela Sábios em outras áreas dentro da companhia.

"Percebemos que a educação imersiva vem mostrando resultados surpreendentes em outros setores e também queremos apresentar uma didática diferente aos nossos parceiros”, explica André Luiz Coneglian Lazari, assessor de segurança, saúde e meio ambiente do setor de logística da Raízen.

Com o método, os motoristas relembram todo o processo de uma descarga segura, algo que já aprendem nos treinamentos em suas transportadoras. 

Ao aplicar o reforço, a Raízen pretende melhorar o desempenho dos profissionais, prevenir acidentes de trabalho, contaminações e derrame de combustível durante a descarga.

A plataforma, lançada em janeiro, é acessada por meio de um QR Code e conta com um jogo dividido em três experiências: descarga segura de combustível, avaliação e gerenciamento de risco e situações difíceis e abordagem com o cliente. 

As experiências contam com situações desenvolvidas pela psicóloga Marli Arruda, que mapeou, junto aos motoristas, os problemas enfrentados diariamente por eles e suas características. 

Com isso, o personagem principal é o motorista, que recebe o nome de Januário. Na simulação, ele precisa executar funções que já desempenha no dia a dia, como carregar o caminhão, pegar a estrada e entregar o combustível ao cliente com total segurança e sem derrames. 

Assim, o profissional pode vivenciar situações mais complexas e solucionar problemas em um ambiente virtual.

“O resultado é que o cérebro acaba sendo treinado para tomar a melhor decisão caso aquela situação difícil e, muitas vezes, de risco ocorra na vida real. Isso é possível através da nossa metodologia baseada em neurociência”, explica Demetrius Lima, CEO e cofundador da Sábios.

Com o uso de inteligência artificial, a plataforma consegue identificar, medir, adaptar e recomendar ao usuário o que ele precisa desenvolver para melhorar suas habilidades, atitudes e comportamentos referentes àquele processo ou operação. 

A Raízen utiliza soluções da Sábios desde 2017. Em quatro anos, já foram mais de 5,2 mil colaboradores participando de projetos voltados às áreas de carregamento de etanol, abastecimento de aeroportos, sinalização e segurança nos postos Shell, além das usinas e terminais.

Para 2021, além do projeto com os motoristas, a Sábios está desenvolvendo mais seis experiências para outras áreas dentro da companhia, incluindo operações marítimas e fluviais.

O negócio da Raízen é a energia proveniente da cana-de-açúcar. A empresa está envolvida desde o cultivo até a produção e venda de açúcar e etanol, a geração de bioenergia e a distribuição de combustíveis por meio da licença da marca Shell.

Com origem brasileira, conta com cerca de 29 mil funcionários e 15 mil parceiros de negócios espalhados pelo país.Também atua na Argentina e tem escritórios na América do Norte, Europa e Ásia.

A Sábios foi fundada em 2009 em Florianópolis, onde fica sua sede, mas atua em todo o Brasil e atende mais de 50 companhias, principalmente grandes indústrias nacionais e multinacionais como Raízen, Dasa e Petrobras.