A fábrica recebeu um investimento de R$ 60 milhões. Foto: divulgação.

A Unibras, que recentemente adquiriu uma fábrica piauiense especializada na produção de biocombustíveis parada há quase 10 anos, adotou o EPR da Cigam, fornecedora gaúcha de software de gestão empresarial.

Após readequar a estrutura da planta localizada em Floriano, cidade situada a 247 quilômetros de Teresina, a companhia procurou uma solução para apoiar as áreas de compras e de logística, além de agilizar o trabalho da área contábil.

As soluções da Cigam foram apresentadas à Unibras por um cliente e as telas e relatórios utilizados pela empresa imediatamente chamaram atenção dos administradores da usina para suportar a operação — desde compras de insumos a entregas programadas de combustível. 

Diariamente, a usina emite entre 10 e 15 notas, com cada caminhão de biodiesel saindo para entrega com três notas fiscais. Anteriormente, o processo para cada carregamento levava cerca de uma hora e, hoje, é possível faturar uma nota em poucos minutos.

“Com isso, ganhamos mais produtividade. Enquanto outras empresas ‘penam’ para faturar 10 notas por dia, a gente faz isso muito rapidamente”, afirma Luiz Santos, supervisor contábil da usina.

Segundo a empresa, otimizar o fluxo de caixa era outra necessidade, especialmente no âmbito tributário. 

Nesse cenário, o módulo financeiro da plataforma teria automatizado as tarefas relacionadas ao controle de contas a pagar e a receber, além de aumentar a confiabilidade aos cálculos de impostos e tributos — reduzindo erros e evitando o retrabalho. 

Antes, a empresa demorava em torno de três dias para validar um Sped e, hoje, a tarefa é realizada em um terço do tempo anterior.

Outro gargalo, segundo o supervisor contábil, era a gestão dos fornecedores de matérias-primas, dos orçamentos ao recebimento dos insumos. 

Com a automação do processo, a Unibras afirma ter ganho mais força na hora de decidir com quem negociar e passado a ter total controle das ordens de compras.

“Quando identificamos o faturamento pelo fornecedor, conseguimos planejar a produção, pois, a partir da emissão da nota, sabemos que o caminhão já está rodando e podemos nos antecipar ao recebimento da mercadoria”, explica Santos.

O trabalho rodando em nuvem também reduziu custos com servidores e garantiu a estabilidade das soluções.

A partir deste projeto, a Cigam também foi escolhida para ser a solução da nova fábrica de biodiesel da Unibras, que está sendo construída em Santo Antônio do Tauá, no Pará.

Instalada numa área de 10 hectares, a fábrica comprada no Piauí recebeu um investimento de R$ 60 milhões para modernização e readequação. A estrutura tem capacidade para produzir 300 mil litros de biodiesel por dia e cerca de 90 milhões de litros por ano.

Hoje, a manufatura conta com 86 funcionários e gera cerca de 300 empregos indiretos, o que inclui produtores de matérias-primas locais, especialmente óleo de soja e óleo algodão, necessárias para a fabricação de biodiesel.

No mercado de software de gestão empresarial desde 1986, a Cigam possui uma das maiores bases instaladas de ERP do Brasil, sendo a primeira na região Sul do país e a quinta no território nacional. 

Além do ERP, a empresa oferece soluções em CRM, BI, RH, PDV e mobile. Atualmente, conta com mais de 5 mil clientes e 800 profissionais, mantendo uma taxa de fidelidade de 99,98%.