MIEX é coordenado pela Universidade de Bologna. Foto: divulgação.

A Ilegra, empresa porto-alegrense de TI, firmou uma parceria com o Master in International Management (MIEX), em que passou a ser integrante do roll de empresas parceiras do curso promovido pela Universidade de Bologna, na Itália.

A companhia é a primeira brasileira a contribuir com os projetos mercadológicos desenvolvidos pelos estudantes da MIEX, que tem em seu corpo de colaboradores organizações como Siemens, Ferrero, MaxMara, BMW, Barilla, Pirelli e muitas outras.

O primeiro ano do mestrado é ministrado entre a França e a Itália. Já no segundo ano, os alunos tem a possibilidade de escolher um terceiro país para fazerem sua dissertação de mestrado e um projeto prático.

Recentemente o Brasil se tornou uma das escolhas do programa, através da Escola de Administração EA/UFRGS, em Porto Alegre. China, Suécia, México e Rússia já eram opções de mobilidade acadêmica dentro do MIEX.

Além de terem a oportunidade de realizar os semestres letivos do curso em diversos países do mundo, os alunos têm a oportunidade de contar com professores de diversas nacionalidades, como China, Índia, Canadá, Dinamarca, França, África do Sul, Suécia, Inglaterra, entre outros.

O coordenador do programa, Cino Francioni, entende que a contribuição das empresas no processo de ensino cria um ambiente de trocas entre a academia e o mercado, o que faz com que os conhecimentos atuais e boas práticas sejam passíveis de compartilhamento.

“Esse é o cenário onde novas oportunidades e desafios podem aflorar dentro do que há de mais atual no mundo acadêmico e profissional, que é o que estamos buscando na nossa recente empreitada no Brasil através da parceria com UFRGS e Ilegra”, explica Francioni.

De acordo com a Ilegra, esta nova parceria é mais uma etapa do relacionamento que a empresa tem com meio academico. Conforme destaca a empresa em um comunicado à imprensa, há mais de sete anos a marca realiza ações junto a estudantes.

"Através de iniciativas como os Diálogos Unilegra, Pegando Carona e o próprio Blog Unilegra, o programa ilegra nas universidades já impactou mais de 5000 estudantes universitários", completa a empresa em nota.