A mudança no RH da Dafiti teve início no Brasil e acontecerá na Argentina, Chile e Colômbia. Foto; Divulgação.

A Dafiti, loja online de moda e lifestyle, implementou o SuccessFactors e Employee Central, solução completa para gestão do capital humano na nuvem da SAP. O projeto foi desenvolvido pela EPI USE, parceira da multinacional alemã.

A empresa de e-commerce adotou os módulos SuccessFactors de recrutamento, performance & objetivos e remuneração. Eles são integrados com o Employee Central como parte do projeto “Sou Dafiti”, que condensa as iniciativas de onboarding, gerenciamento de talentos, analytics e aprendizagem, além de todos serviços e processos core da área de RH.

A Dafiti disponibiliza uma plataforma 100% mobile para os colaboradores, a partir de um aplicativo de celular. 

“Desenhamos e projetamos o sistema usando apenas celulares e adaptamos todos os processos de gestão humana para que fossem facilmente executados em poucas etapas e em poucas telas”, explica Gustavo Ferraz, gerente de inovação e experiência humana da Dafiti.

Com o lançamento do novo sistema, que ocorreu em fevereiro deste ano, a empresa busca  maior engajamento com as políticas de RH, maior agilidade nos processos de gestão, maior visibilidade nas metas corporativas e OKRs individuais, maior rapidez no suporte ao funcionário com ampliação do autosserviço e uma percepção clara sobre os planos de carreiras disponíveis.

“Programas como o ‘Sou Dafiti’, implementado com o suporte das soluções SuccessFactors, mostram como a automatização de processos e a adoção de boas práticas de compliance são fundamentais para a gestão de RH das empresas, ao mesmo tempo que são ferramentas capazes de gerar engajamento, diminuir os tempos de processos e contribuir com a construção de ambientes de trabalho saudáveis e produtivos”, resume Jackson Borges, vice-presidente da área de SuccessFactors na SAP Brasil.

A mudança na Dafiti teve início no Brasil e já está sendo implementada nos demais países da América Latina em que a empresa opera: Argentina, Chile e Colômbia.

Em 2018, a Dafiti atingiu R$ 2,09 bilhões em receita bruta, uma queda de 1,9% em relação a 2017.