A Mineração Jundu produz areia quartzosa industrial, areias resinadas, entre outras. Foto: Divulgação.

A Mineração Jundu, que produz areia quartzosa industrial, areias resinadas, sílica moída, calcário calcítico e dolomita, escolheu a Lumen IT para implementar as soluções de gestão fiscal e tributária Onesource Mastersaf, da Thomson Reuters.

De acordo com o coordenador de TI da Mineração Jundu, Tiago Longo, anteriormente à adoção das soluções da Thomson Reuters, todas as obrigações fiscais eram geradas por um software desenvolvido e mantido pela equipe interna de TI. 

No entanto, o aumento da complexidade e as frequentes atualizações da legislação demandaram a adoção de soluções de gestão fiscal e tributária mais abrangentes. 

Atualmente a Jundu conta com as soluções Mastersaf Smart, Mastersaf DFe SaaS e Onesource ECF, que são integradas ao ERP próprio da empresa. 

“Estávamos buscando uma solução fiscal que garantisse o compliance da área. Com as soluções implementadas, foi possível termos respaldo sobre as atualizações da legislação, visto que os produtos são atualizados constantemente e nos trazem segurança em uma área fundamental que é a intermediação de uma empresa e o governo”, reforça Longo. 

Fundada em fevereiro de 1959, a Jundu iniciou suas atividades extraindo e beneficiando areias quartzosas no litoral sul de São Paulo. Em 1995, a Jundu associou-se ao Grupo Saint-Gobain. Já no final de 1999, incorporou as unidades de Santa Susana Mineração.

Em 2002 o Grupo Saint-Gobain estabeleceu uma joint venture com a Unimin, empresa norte-americana controlada pelo grupo belga SCR-Sibelco, que atua no mercado de areia industrial há mais de 140 anos. Essa fusão resultou nesta que é hoje a maior empresa fornecedora de minerais não metálicos para indústrias do vidro e fundição no país.

A Jundu é constituída por seis plantas produtivas em Analândia (SP), Balneário Barra do Sul (SC), Bom Sucesso de Itararé (SP), Descalvado (SP), São João del Rei (MG) e Viamão (RS).

Presente no mercado há 16 anos, a Lumen IT apresentou um faturamento de R$ 9 milhões em 2014. O resultado é 20% maior do que os R$ 7,5 milhões atingidos no ano anterior. 

Para 2015, a empresa divulgou a meta de chegar aos R$ 15 milhões, uma alta de 66%, mas ainda não revelou os resultados para o ano.

Em sua carteira de clientes constam nomes como Dafiti, Hortifruti, Buscapé, Margirius, CNova, Banco Brickell e Grupo Multi.