Baguete
InícioNotícias> Banco Central tem concurso de apps

Tamanho da fonte:-A+A

FINANÇAS

Banco Central tem concurso de apps

Júlia Merker
// sexta, 29/06/2018 10:40

O Banco Central está com inscrições abertas até o dia 6 de julho para o CidaData, concurso de aplicativos de dados para cidadania financeira.

O Banco Central está com inscrições abertas até o dia 6 de julho para o CidaData.

A iniciativa conta com o apoio da Fundação Lemann e da Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac). No concurso, serão premiadas as duas melhores propostas na categoria estudante e duas na categoria empresa.

Na competição de estudantes, o primeiro lugar receberá R$ 20 mil, enquanto o segundo ganhará R$ 8 mil. 

Já entre as empresas, o prêmio da primeira colocada é de R$ 5 mil em treinamento a ser realizado por consultores do Instituto Fenasbac e R$ 5 mil para custear despesas relativas a viagem. A segunda fica com R$ 5 mil em treinamento.

“Os aplicativos devem buscar alcançar os três principais desafios que têm norteado a atuação do BC na esfera da cidadania financeira: a ampliação da educação financeira, da inclusão financeira e da proteção ao consumidor de serviços financeiros. As equipes devem desenvolver e apresentar aplicativos para dispositivos móveis que utilizem pelo menos uma base de dados do Portal de Dados Abertos do BC, que pode ser cruzada ou complementada com bases de outros portais”, detalha Aloisio Tupinambá, ouvidor do Banco Central.

De acordo com ele, divulgar as bases de dados abertas do BC é um dos objetivos da Política de Dados Abertos do Governo.

“O Portal de Dados Abertos do Banco Central é uma excelente ferramenta à disposição da sociedade, fornecendo cerca de 3 mil bases de dados gratuitamente à população. Aumentar a divulgação do portal e estimular a criação de soluções com essas informações de modo útil à sociedade também é de grande interesse para o BC”, reforça Aloísio.

As inscrições devem ser feitas até 6 de julho no site do concurso. Os criadores dos projetos selecionados serão anunciados em 13 de julho e passarão para a segunda fase, que será realizada nos meses de julho e agosto e terá sessões de mentoria, ideação e prototipação. 

Entre os meses de agosto e outubro, as propostas deverão ser desenvolvidas, finalizadas e apresentadas para a comissão julgadora.

Júlia Merker