Maurice Levy, da Publicis, e John Wren, da Omnicom. Foto: divulgação.

Duas gigantes mundiais da publicidade, as companhias Publicis e Omnicom anunciaram nesta segunda-feira, 29, a fusão de suas operações, resultando na maior agência publicitária do mundo, avaliada em mais de US$ 30 bilhões.

A nova companhia, que se chamará Publicis Omnicom Group, terá sedes em Nova York e Paris, com cerca de 130 mil funcionários e um acumulado de vendas de US$ 23 bilhões. Segundo analistas, todo este peso pode afetar a estratégia de empresas como Google, Facebook e Yahoo, vitrines da publicidade online.

Maurice Levy, CEO da Publicis, destaca que a nova companhia terá como foco o aproveitamento da publicidade digital para alavancar seus negócios.

"Assim poderemos enfrentar o desenvolvimento exponencial de novos gigantes da internet como Facebook e Google, mudando o comportamento do consumidor, a explosão do Big Data, assim como lidar com os papéis de todos os players no mercado", destacou.

Para o jornal USA Today, este ambicioso movimento das empresas precisa ser acompanhado de perto, e Google Twitter, Facebook e outros devem ficar espertos para a influência desta nova e gigante agência.

"Isto dará de volta um poder maior para as marcas e agências, em sua batalha contra as grandes redes de comunicação e os sites", afirmou ao jornal o analista de social media Greg Sterling.

Entre as marcas de peso que a Publicis Omnicom conta em seu portfólio estão marcas como as rivais Coca-Cola e Pepsico, McDonald's, Taco Bell, Johnson & Johnson e Procter & Gamble.