Paulo Humberg. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A holding digital do Grupo RBS adquiriu uma participação no Lets, um e-commerce de moda lançado há apenas dois meses.

Não foi revelado o valor do negócio ou o tamanho da participação.

O Lets faz parte do grupo da A5 Investimentos, que já investiu em outras startups do segmento de moda, como BrandsClub e OQVestir.

O fundo é comandado por Paulo Humberg, executivo que já foi superintendente de marketing das Lojas Americanas nos anos 90 e fundador do portal de leilões Lokau.com, que depois se fundiu com o iBest em 2001.

Com expectativa de faturamento de US$ 15 milhões já neste ano, a Lets afirma ser a pioneira em trazer para a Internet o conceito de fast fashion, com lançamentos contínuos e coleções compactas, nos moldes trabalhados por redes como C&A e Renner.

A marca foi concebida a partir de um projeto desenvolvido por Karen Sanchez, executiva que atuou no e-commerce da Magazine Luiza, e Paola Haidar, profissional com passagem por marcas como Puma, Adidas, Nike e C&A.

As executivas enfatizaram o uso de vídeos para mostrar os produtos e a integração com as mídias sociais, além de facilitar as trocas dos produtos, que podem ser feitas gratuitamente em até 30 dias.

“Com a entrada do Grupo RBS esperamos reduzir consideravelmente os desafios que teremos e o tempo necessário para consolidar o Lets como uma empresa referência no segmento de moda online”, afirma Humberg.

Com o investimento, a companhia amplia seu portfólio de e-commerce, do qual já faz parte a Wine.com.br, maior e-commerce de vinhos da América Latina.

ÁREA EM ALTA
A área digital é uma das três holdings funcionando como companhias diferentes nas quais a RBS dividiu seus negócios: uma de comunicação (TV, rádio e jornal), outra de internet e a terceira de educação empresarial.

A receita com os negócios digitais, iniciada do zero com uma série de compras de participações de oito empresas em quatro anos já responde por 10% da receita líquida, de R$ 1,3 bilhão no ano passado.

O lado digital, cuja sede fica em São Paulo, também está prestigiado internamente. O novo presidente do Grupo RBS Eduardo Sirotsky Melzer, era ex-vice-presidente de Mercado e Desenvolvimento de Negócios

Na posição, esteve à frente das compras de 90% do capital dos portais Guia da Semana e Oba Oba e também de 30% da Pontomobi, agência especializada em mobile marketing e interatividade.

MERCADO QUENTE
Estudo recente da empresa de consultoria e-Marketer, nomeado de “Internautas brasileiros ávidos para comprar online”, aponta que o e-commerce B2C (empresas para consumidores) deverá chegar a uma receita total de R$ 18,7 bilhões em 2012, um crescimento de 22% em relação a 2011.

O mesmo estudo também prevê que 34% dos internautas brasileiros, que equivalem a mais de 23 milhões de pessoas, farão ao menos uma compra online em 2012. Em 2015, esse número deverá aumentar para 39% dos internautas (31,6 milhões de pessoas).

Outro estudo do instituto M. Sense Pesquisa e Inteligência de Mercado “E-commerce na moda no Brasil”, encomendado pela holding digital do Grupo RBS, revela que cerca de 30% consomem mensalmente em lojas online.
 
A pesquisa mostra que sapatos, bolsas e acessórios ainda são os principais desejos femininos em relação à moda. E a internet já é um ponto de referência para elas: 30% das mulheres já compraram sapatos e acessórios na web e o ticket médio ultrapassa R$ 160 para roupas e R$ 180 para acessórios.