A biometria facial está instalada em cerca de 280 unidades credenciadas. Foto: Franck Boston/Shutterstock.com

Mais de um milhão de beneficiários da Amil já tiveram seus rostos registrados em um sistema de reconhecimento facial. A marca foi alcançada em um ano de uso da tecnologia, que, além de confirmar a identidade do paciente, permite a conexão direta de seu cadastro com seu prontuário médico.

A empresa afirmou que o software foi desenvolvido internamente. O projeto contou com investimento de R$ 1,5 milhão.

A biometria facial está instalada em cerca de 280 unidades credenciadas, entre consultórios médicos e unidades médicas avançadas, permitindo uma integração desses locais com o prontuário médico do paciente. 

Até o momento, a tecnologia detectou que em menos de 0,5% dos casos o registro não estava compatível com o beneficiário cadastrado no novo sistema de identificação facial.

"A biometria facial garante fidelidade em relação ao prontuário médico. Ou seja, a certeza de que os procedimentos corretos serão indicados para a pessoa certa, de acordo com seu histórico clínico”, explica Telmo Pereira, diretor de tecnologia da Amil.

A Amil oferece planos de assistência médico-hospitalar e odontológica. Hoje, é a maior empresa de saúde suplementar do Brasil de acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), com mais de 6,9 milhões de beneficiários. 

A companhia possui uma rede credenciada que conta com mais de 2,1 mil hospitais, 27 mil consultórios e clínicas médicas e 7,7 mil laboratórios e centros de diagnóstico por imagem.