Dilma: "Beijo NET". Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

Você já se perguntou até onde vai a falta de noção dos atendentes de call center e se, afinal, alguém está livre deles?

Bem, um incidente relatado pelo jornalista Lauro Jardim na sua coluna do Globo responde às duas perguntas: a falta de noção é infinita e ninguém está livre dela.

Segundo relata Jardim, uma secretária do terceiro andar Palácio do Planalto, onde fica o gabinete do presidente, atendeu na terça-feira, 27, um telefonema da NET procurando pela “senhora Dilma Vana”.

Segue em itálico os acontecimentos posteriores, segundo contado por Jardim:

A secretária respondeu educadamente:

— Senhora, a presidente Dilma não trabalha mais aqui. Ela mora em Porto Alegre.

A funcionária do telemarketing ignorou o que ouviu:

— A senhora tem um telefone em que eu possa encontrá-la?

— Não tenho — respondeu a secretária.

A atendente seguiu no piloto automático:

— A que horas eu posso encontrá-la?

— Você não entendeu. Você está falando com a Presidência da República. A Dilma Vana que vocês estão procurando é a presidente Dilma Vana Rousseff. Ela não é mais a presidente. O presidente agora é o presidente Michel Temer.

A atendente agradeceu e desligou.

Dez minutos depois, um novo funcionário da NET liga e, novamente, a secretária explica tudo de novo e ele também desliga, resignado.

Meia hora depois, a primeira telefonista liga de novo e pede, novamente, para falar com Dilma. Só desligou depois de uma série de perguntas e ter certeza de que estava falando com o Palácio do Planalto.