O segundo CIO é da Fedex e a terceira da Norfolk Southern. Foto: flickr.com/photos/a7mad3bdullah.

A consultoria Janco Associates divulgou pesquisa revelando os CIOs mais bem pagos. O líder é Filippo Passerini, da P&G, onde também é presidente de serviços globais, com um salário de US$ 4,9 milhões entre junho de 2012 e junho de 2013.

A base é US$ 837.500, mais de US$ 69 mil mensais, é somada aos bônus e benefícios que atingiram US$ 4.121.294. O profissional é doutor em estatística e faz carreira na companhia desde 1997. Se comparado com o ano fiscal anterior, Passerini viu seu dinheiro aumentar 20%.

O segundo colocado é o diretor de TI da Fedex, Robert Carter, que mesmo com a redução de 18% do salário, garante a posição com o valor anual de US$ 4,8 milhões. Isso resulta em uma base de US$ 63,5 mil mensalmente, mais benefícios. 

No terceiro lugar, está Deborah Butler, CIO e VP executiva da Norfolk Southern. Com US$ 50 mil mensais somados às bonificações, a executiva recebeu US$ 4,6 milhões, 16% a mais do que no ano fiscal anterior.

Entre os dez primeiros colocados, estão também profissionais das empresas: Suntrust Banks, Allstate, Home Depot, Western Union, Wellpoint, UPS e Best Buy Digital. 

De acordo com a Exame, um CIO de uma grande empresa no Brasil, com dois anos de experiência, pode iniciar ganhando de R$ 20 mil a R$ 27 mil por mês. Com mais de dez anos, o salário pode atingir R$ 57 mil, mais os bônus e benefícios.