1.275 transplantes foram realizados nesse ano no Estado. Foto: flickr.com/photos/ministeriodasaude.

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) lançou aplicativo no Facebook para chamar a atenção da população sobre a importância da doação de órgãos. 

O app está disponível no perfil da secretaria na rede social para que os usuários possam marcar seus familiares em fotografias por meio de uma ferramenta especial. A ideia é proporcionar um ambiente para discussão sobre o tema e para comunicar a família sobre a sua opção. 

De janeiro a setembro, o estado registrou 424 notificações de possíveis doadores, em que 336 estavam em condições para serem doadores. Desse, apenas 140 realmente tiveram as doações efetivadas.

Conforme a secretaria, a recusa da família foi responsável pelos 132 casos elegíveis, ou seja, que não foram efetuados, atingindo 67%.

A campanha ocorre também nas rádios. Os spots levam a mensagem: a sua decisão pode salvar mais vidas do que você imagina, inclusive a sua. O objetivo é lembrar que um dia qualquer um pode precisar, você pode ser o doador ou receber a doação.

No Rio Grande do Sul, atualmente, cerca de 1,3 mil pessoas estão a espera de um órgão. A maior demanda é pelo rim.

A fila neste ano reduziu principalmente pelos resultados das córneas. Dos 1.275 transplantes realizados até setembro no estado, 667 foram de córneas. Com isso, a fila, que em março de 2012 era de 382, hoje tem 32 pessoas.