GM vai fabricar mais motores em Joinville. Foto: GM.

A GM do Brasil acaba de investir R$ 1,9 bilhão na sua fábrica de motores de Joinville, quadruplicando a área ocupada, além de modernizar a planta. 

Com equipamentos atualizados para o modo de produção da chamada indústria 4.0, a planta terá sua capacidade de produção aumentada de 147 mil para 410 mil motores de combustão interna por ano. 

A nova linha produzirá principalmente motores 1.0 turbo que equipam os modelos da série Onix, que é modelo é líder de vendas absoluto no mercado brasileiro há quatro anos consecutivos.

Entre as inovações, estão estações robotizadas, sistema autônomo de movimentação de materiais, sistema de monitoramento de processo através de câmeras, testes elétricos dos motores, gerenciamento de estoque e programação através de software conectado com a cadeia de suprimentos.

A unidade de Joinville conta agora com 90 robôs operando um sistema integrado. Todas as peças são monitoradas pelo seu número serial.

"Isso significa que podemos realizar o rastreamento de todas as peças de qualquer motor em tempo real, o que garante muito mais qualidade e precisão ao processo de fabricação", comenta Luiz Fernando Duccini, gerente geral da fábrica. 

A GM já possuía a fábrica de motores em Joinville operando desde 2013, com área passível de expansão. 

Por uma questão estratégica, decidiu-se investir nesta unidade. Fatores como mão de obra qualificada do local pesaram na decisão. Apenas motores de combustão interna serão produzidos. 

A GM fabrica motores e carros elétricos no exterior, mas informou ao Baguete que não tem planos para produzir elétricos no Brasil. 

Na mesma semana em que inaugurou a planta modernizada de Joinville, a GM foi ultrapassada pela Tesla em valor de mercado nos Estados Unidos. 

É a primeira vez na história que uma montadora de carros elétricos assume o posto de número um naquele país. 

* Carlos Martins é idealizador da E-24, a primeira corrida de carros 100% elétrica do Brasil e escreve para o Baguete sobre temas relacionados com indústria automobilística e mobilidade. Confira o blog da E-24.