Coisas estão acelerando na França. Foto: Pixabay.

A SAP vai investir € 2 bilhões nas suas operações na França nos próximos cinco anos.

O investimento inclui € 150 milhões anuais em pesquisa e desenvolvimento nas áreas de machine learning, blockchain, Internet of Things (IoT) e software como serviço.

O país também receberá a segunda unidade do SAP.iO Foundry, uma aceleradora de empresas que deve investir em 50 startups. A primeira unidade do tipo foi aberta no ano passado em Berlim.

“A aposta do presidente Macron no mundo digital ajudará a França a assumir uma posição uma líder em inovação global”, afirmou Bill McDermott, CEO da SAP, que esteve participando de um encontro do presidente francês com empresas de tecnologia na semana passada.

A SAP aproveitou o embalo para anunciar a aquisição de uma startup parisiense, a Recast.AI, que criou um ambiente de desenvolvimento baseado em linguagem natural  que pode ser usado em chatbots em mais de 20 idiomas.

O anúncio da SAP é um respaldo para o posicionamento da França, em especial a capital Paris, como o novo hub de inovação da Europa.

De acordo com um ranking da Deloitte de 2014, 86 das 500 empresas de tecnologia com maior crescimento na Europa são oriundas da França, o maior número para um só país.

Paris é um hub de startups e tem disputado a liderança com Londres (Berlim, Estocolmo e Barcelona também participam da corrida). 

Ao todo, o continente já tem 47 dos chamados unicórnios, ou startups de tecnologia com um valor avaliado pelo mercado em mais de US$ 1 bilhão. 

O crescimento das empresas tem sido acompanhado por mais capital de risco disponível, com US$ 19 bilhões investidos no ano passado de acordo com levantamento do fundo Atomico (segundo dados do Pitchbook, o volume nos Estados Unidos foi de US$ 69 bilhões).