Edson Witt, CEO do Grupo Promob. Foto: Divulgação.

A Promob inicia 2015 com nova estrutura organizacional. Edson Witt, sócio da companhia, é o novo CEO do Grupo. 

Vanderlei Buffon, ex-diretor da empresa, agora é o presidente do recém criado Conselho de Administração do Grupo Promob, composto ainda pelos ex-diretores Roberto Migliavacca e André Pivoto e dois executivos de mercado de peso: Alexandre Dinkelmann (ex-CFO da Totvs, atualmente à frente da startup Onyo) e Fernando Marchet (ex-CFO do Sicredi e atualmente CEO da Quantitas).

A atual diretoria da empresa é formada pelas áreas de Projetos, liderada por Franco Alves; Gestão, sob comando de Edgar Marconi; Canais, coordenada por Ronivaldo Silva, e Corporativa, acumulada por André Pivoto.

Segundo Witt, a estrutura foi organizada durante um ano, e necessária após a fusão com a MCM, focada em softwares para gestão de indústria moveleira. As empresas se uniram no início de 2012, ficando com cinco sócios no comando.

O plano da nova gestão é realizar um grupo econômico com faturamento de R$ 500 milhões em 2024. A empresa encerrou 2014 com um crescimento de 15% em relação ao ano anterior e um faturamento em torno de R$ 51,5 milhões.

Até o final de 2015, a Promob projeta um incremento de 20% no faturamento, com a abertura de novos mercados e a ascensão na venda de softwares de gestão de lojas e fábricas.

Para alcançar a meta de 10 anos, Witt prevê a incorporação de novas empresas de tecnologias e aplicativos ligados à área de projetos, fabricação e gestão. Outro objetivo é o aumento das exportações, através da prospecção de novos mercados.

“Estamos estudando novos locais, como Turquia e o mercado asiático como um todo. A ideia é ingressar em outros países a partir de parcerias e incorporações, para não precisarmos ‘começar do zero’ em um novo ambiente”, revela Witt.

A empresa já conta com unidades na Argentina, Colômbia e México, além de revendas autorizadas na Espanha e Portugal.

Para alcançar índices mais altos, é prevista uma reorganização da área de exportações, com a criação de três núcleos: prospecção de mercado, gerência dos mercados atuais e desenvolvimento de projetos de abertura em novos locais.

Pensando no crescimento, a Promob contratou a nuvem privada da Corpflex. O foco é a base de licenças do Promob Manager, um sistema integrado que abrange o gerenciamento de trabalho, gestão da carteira de clientes, além de funcionalidades administrativas e consolidação de informações gerenciais. 

“Entre os cerca de 400 clientes, há comerciantes com uma só loja e redes com 500 unidades. Hoje o Promob Manager é acessado por até 16 mil computadores simultaneamente, em 4 mil lojas”, dimensiona Juarez Rigotti, gerente de infraestrutura da Promob.

A Promob está sediada em Caxias do Sul e possui uma unidade em Bento Gonçalves. Além disso, conta com 8 filiais no Brasil - Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Goiânia, São Paulo e Rio de Janeiro. No total, a empresa conta com cerca de 350 profissionais. 

Segundo Witt, aproximadamente 40 pessoas devem ser contratadas ao longo de 2015, como foco no aumento das equipes das filiais.

A marca é utilizada por cerca de 12 mil profissionais do ramo de arquitetura e marcenaria, com mais de 60 mil licenças distribuídas em 30 países. Os softwares de gestão são utilizados por mais de 5,4 mil empresas de diferentes setores.