A TIM anuncia investimentos de R$ 95 milhões para ampliar a capacidade da sua rede no Paraná, na região do DDD 41 –  que compreende Curitiba e região metropolitana.

Os trabalhos, que envolvem a substituição de 100% dos equipamentos, com aumento de mais de 60% da capacidade da rede, devem ser concluídos até agosto.

Segundo a operadora, o interior paranaense já foi contemplado no ano passado – com modernização da rede em cidades como Maringá, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Campo Mourão e Umuarama – propiciando um incremento na capacidade da operadora.

A modernização da rede permite ainda que a infraestrutura da TIM fique pronta para se adaptar mais facilmente à evolução de tecnologias.

Os valores são mais de cinco vezes menores do que os investimentos anunciados em setembro do ano passado para o Rio Grande do Sul, estado que também está a parte da estrutura de gerenciamento do Sul, que reúne Santa Catarina e Paraná.

A explicação para o aporte mais baixo pode estar, além de nos investimentos já realizados, na alta participação de mercado que a operadora já possui no mercado do Paraná.

Segundo dados da Anatel, a TIM tem 48,73% do mercado paranaense – o maior share da operadora num estado brasileiro.

A concorrência segue a TIM no Paraná com 19,72% (Vivo), 19,28% (Claro) e 11,7% (Oi).

No Rio Grande do Sul, onde estão sendo aplicados os R$ 500 milhões e único do Sul em que a TiM não domina, a operadora é a terceira colocada, com 13,63%, à frente apenas da Oi, com 12,84%.

Vivo domina o mercado gaúcho, com 42,38% de participação, seguida pela Claro, 31,15%.

“Desenvolvemos esse projeto de modernização da rede, que também é importante para atendermos ao crescimento da base de clientes na região, onde somos líderes de mercado”, diz o diretor comercial da TIM no Paraná, Alexandre Ratacheski.

A troca de equipamentos no Paraná faz parte de um projeto de ampliação da capacidade de rede da TIM em todo o Brasil.

A iniciativa é resultado do acordo no valor de R$ 1 bilhão firmado no ano passado com Nokia Siemens Networks, Huawei e Ericsson e mais que dobrará a capacidade da rede móvel da operadora.

No triênio 2012-2014, a companhia planeja investir em infraestrutura cerca de 80% dos R$ 9 bilhões programados para o país. No Paraná, serão investidos R$ 95 milhões em 2012.

Atualmente a TIM cobre 273 municípios paranaenses com a tecnologia GSM, alcançando 96,2% da população urbana.