Sandra Vaz. Foto: divulgação.

A SAP e a Algar Tecnologia assinaram um contrato de Information Technology Outsourcing (ITO) para oferta de soluções da gigante alemã em nuvem.

Com certificação SAP Hosting Partner, a Algar já atua em licenciamento, implementação, infraestrutura, suporte e manutenção do ERP SAP.

Como parceiro para venda de serviços na nuvem, a companhia agrega a oferta a seu hosting dedicado, passando a também a proporcionar o fechamento de novos contratos com a cocriação de soluções aos clientes, explica José Antônio Fechio, diretor-presidente da Algar.

“Nosso serviço de hosting dedicado atende a empresas que necessitam de soluções robustas e de alto desempenho em suas aplicações. A parceria com a SAP nos fortalece como provedor”, ressalta ele.

Já a vice-presidente de Vendas para Ecossistema e Canais da SAP Brasil, Sandra Vaz, detalha que a oferta de mobilidade como serviço inclui a contratação de provedores de serviços de implementação, infraestrutura, hospedagem, suporte e manutenção.

“Os serviços serão realizados por profissionais da Algar, que garantirá o cumprimento dos serviços prestados com recursos de disponibilidade, redundância e segurança na operação”, conclui Fechio.

A Algar possui três data centers e emprega mais de 12 mil profissionais. Ao todo, o Grupo Algar atua em telefonia fixa, celular, banda larga, TV por assinatura, serviços de TI e de gerenciamento.

O contrato de ITO com a companhia amplia uma estratégia lançada há cerca de um ano pela SAP, focando aliados de uma oferta baseada em serviços agregados e soluções de SaaaS, cloud e plataforma Hana.

A proposta de ITO se baseia em fatos como o de que, hoje, na América Latina e Caribe, 37% das vendas de software da da multi alemã são indiretas, e 49% do share de todo o portfolio de inovação da companhia vem desta frente comercial.

Só em ERP, o share dos canais nas vendas fica em 51%, com 56% de capacidade de entrega – que vem a ser a penetração dos parceiros do segmento.

Em aplicações, a fatia é de 10% e a capacidade, de 14%. Em Business Analytics são 14% e 13%, respectivamente, enquanto em mobilidade, 12% e 2%, respectivamente.