Cais do Porto de Porto Alegre. Foto: flickr.com/photos/andrebispo/

A Secretaria de Educação de Porto Alegre assinou um acordo com a Sisqualis, revenda Google para o Sul do Brasil, pelo qual os 55 mil estudantes e 3 mil professores da rede muncipal de ensino terão contas no Google Apps for Education.

O acordo abrange todas as 96 escolas municipais da cidade. As contas serão gratuitas. A prefeitura bancará o acesso à Internet e custos de implementação, treinamento do painel de administração do Google APPS for Education e a capacitação dos professores pela Sisqualis, que custará R$ 7,5 mil.

“É um custo simbólico. A ideia é realmente ajudar a trazer o que de mais moderno existe no mercado para a escola pública”, resume Francisco Cantarutti, COO da Sisqualis.

O treinamento para os professores será oferecido na Usina do Gasometro, no centro de Porto Alegre. Segundo Cantarutti, o plano de implementação ainda está sendo definido. As contas serão personalizadas.

Com os recursos tecnológicos, educadores e alunos terão acesso a uma rede, onde será possível o compartilhamento de documentos, realização de videoconferências, publicação de vídeos na Internet e avaliações on-line. 

Hoje, os professores da rede municipal usam e-mails do PortoWeb, provedor de Internet da Procempa, estatal municipal de processamento de dados.

O acordo fechado em Porto Alegre está entre os primeiros a serem feitos no país.

No final do ano passado, o governo de São Paulo fechou com o Google a disponibilização de a e-mails personalizados com 25 GB aos  4,3 milhões de alunos da rede de ensino estadual.

Além disso, as 5 mil escolas estaduais poderão usar hangouts para interação em tempo real entre estudantes e professores, além de possibilitar a criação de grupos por disciplina ou área de interesse e a criação de redes sociais e canais para escolas, diretorias e setores administrativos.