São, São Paulo. Foto: Pixabay.

São Paulo vai mais que quintuplicar a cobertura de Wi-Fi aberto da cidade, passando de 120 pontos para 619.

Os serviços serão oferecidos pela America Net, Surf Telecom e WCS, segundo informa o Mobile Time.

Elas bancarão o sinal e a manutenção em troca do direito de explorar a rede para fins publicitários. A prefeitura vai liberar os seus postes para instalação de antes.

As redes devem prover velocidade mínima de 512 Kbps. O usuário precisa assistir a 10 segundos de vídeo publicitário em troca de 30 minutos de acesso.

É uma mudança em relação ao serviço anterior, pelo qual a prefeitura pagava  R$ 12 milhões por ano para duas empresas manterem a rede pública de Wi-Fi. 

Antes, a cobertura era limitada a praças e parques. Agora, passa a incluir também bibliotecas, postos de saúde, centros culturais e outros espaços públicos.

Atualmente, a prefeitura contabiliza em média 10 milhões de acessos por mês à sua rede pública de Wi-Fi. A expectativa é que o volume triplique na nova fase do projeto.