FLORIANÓPOLIS

Captei levanta R$ 7,5 milhões

30/05/2022 12:45

Rodada seed foi liderada pela Domo Invest, com participação de Ace Startups e Terracotta Ventures.

Sócios da Captei. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Captei, startup catarinense especializada no processo de captação de imóveis para imobiliárias, recebeu um aporte de R$ 7,5 milhões em rodada seed liderada pela Domo Invest, com participação da Ace Startups e da Terracotta Ventures.

Criada em 2019, a proptech tem sede em Florianópolis. Os sócios são Leonardo Fabra Gomez (CEO), Jonathan Fabra Gomes (CTO) e Diego Moeller (CCO), que já trabalharam juntos na Publicações Online, voltada à gestão de intimações judiciais.

No início, a Captei atuava com dados de anúncios cruzados com dados de IPTUs, CRM para gestão de captações e uma plataforma para marketing de indicação.

Já no primeiro ano de fundação, a startup teve seu produto validado pelo mercado e avaliado pelos pares durante o evento Conecta Imobi, organizado pelo grupo Zap Imóveis. A partir de conversas e conexões, notou que a estrutura do negócio tinha alguns pontos que não eram escaláveis.

No ano seguinte, com apoio do Startup University, programa de formação e aceleração de startups promovido pela 49 Educação, reestruturou o negócio totalmente para um Software as a Service (SaaS).

Como consequência, a Captei teve um aumento de 1.115% no número de clientes entre 2019 e 2020, saindo de 20 para 243. 

Hoje a empresa opera com mais de 900 imobiliárias buscando anúncios e proprietários, além de captar imóveis residenciais e comerciais para ampliar o portfólio de ofertas para venda e aluguel.

Com a aporte, a ideia é investir no fortalecimento e ampliação da plataforma tecnológica, lançar uma nova solução para captação de imóveis e consolidar a aquisição da Woliver, startup especializada em oferecer uma esteira digital para imobiliárias.

Até o fim de 2022, o objetivo é alcançar mais de 2 mil imobiliárias parceiras e atingir R$ 6,3 milhões de faturamento, além de chegar a 130 colaboradores.

"A Captei vem demonstrando ser uma verdadeira aliada das imobiliárias com seu processo de captação de imóveis ágil e assertivo. Essa é mais uma prova de que o uso da tecnologia e uma plataforma orientada por dados transformam negócios, um diferencial que sempre buscamos em nosso portfólio”, explica Gabriel Sidi, sócio-fundador da Domo Invest.

Fundada em 2016, a Domo Invest é conhecida por fazer investimentos no estágio seed. Em geral, os cheques variam de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões. Seus sócios somam participações em mais de 150 investimentos e transações de M&A.

A Ace Startups também é focada em empresas early-stage e a Terracotta Ventures, especializada nos mercados imobiliário e da construção. 

Veja também

MUDANÇA
Vittude tem nova CRO

Maíra Gracini já passou por empresas como Zendesk, Ebanx e Salesforce.

DRONES
Speedbird recebe aporte de R$ 35 milhões

Rodada série A foi liderada pela Bela Juju Ventures com participação de Domo Invest e Nau Capital.

LAWTECH
Turivius recebe aporte de R$ 5 milhões

Rodada seed foi liderada pela ABseed Ventures com participação de outros três fundos.

EXPANSÃO
Sankhya abre unidade no Maranhão

Filial será comandada por Danilo Soares, até então diretor executivo em Belém.

CASH
Plugify capta R$ 120 milhões

Startup usa instrumento de crédito para financiar aluguel de computadores.

VAREJO
Bornlogic recebe aporte de R$ 52 milhões

Rodada série A foi liderada pela Astella Investimentos.