Gartner aponta ano com menos investimentos. Foto: divulgação.

O Gartner anunciou uma redução de 30% em sua previsão global de crescimento para o segmento de TI em 2014, um indício da acirrada competição e redução de preços dentro do segmento.

Embora a consultoria aponte que o consumo de TI deverá ter um crescimento de 2,1% em 2014, atingindo US$ 3,7 trilhões, isso representa uma queda ao percentual esperado, que era de 3,2%. A informação é da Computerworld.

No entanto, segundo destaca o vice-presidente do Gartner, Richard Gordon, o cenário não é de preocupação, nem chega a ser surpreendente, visto um cenário com novas tecnologias e necessidades de investimento.

"Ver o investimento em TI ser mais anêmico pode ser surpreendente, mas os consumidores não estão necessariamente cortando as compras e sim conseguindo melhores negociações para seus investimentos e gerenciando com mais cuidado seus orçamentos", diz o executivo.

Segundo o Gartner, o maior índice de crescimento ficará com o setor de software corporativo, com uma alta prevista de 6,9% em 2014, totalizando cerca de US$ 321 bilhões em investimentos.

Conforme aponta a consultoria, o segmento de empresas será impulsionado por forte demanda por software para infraestrutura, com um crescimento moderado na parte de aplicações.

O Gartner aponta a parte de data centers como a que terá o menor crescimento em 2014, com uma alta de apenas 0,4%, ficando em cerca de US$ 140 bilhões. Dispositivos digitais vão crescer 1,2%, atingindo um total de US$ 685 bilhões.

A área de serviços, por sua vez terá um crescimento acentuado, saltando 3,8% no ano, chegando a investimentos de US$ 967 bilhões, impulsionado pelos serviços de storage em cloud. Por fim, serviços de telecom podem esperar por um crescimento minguado por volta de 0,7%, ainda assim representando a maior fatia do bolo total, com US$ 1,6 trilhoes.