Recife adotou Softplan para digitalização. Foto: Antônio Tenório/Prefeitura do Recife.

A prefeitura do Recife iniciou a digitalização completa do acervo da Procuradoria-Geral do município. Todos os novos processos e os já existentes serão feitos por meio do sistema SAJ-Procuradorias, implantado pela Softplan, empresa desenvolvedora de softwares de gestão pública e empresarial. 

Um dos benefícios gerados pelo software é até 70% mais agilidade na tramitação de processos digitais em comparação com o meio tradicional.

O novo sistema está sendo instalado para trazer modernidade e mais eficiência na gestão da Procuradoria. A instalação deve ser finalizada dentro de um ano. 

“Com a instalação, vamos ter maior controle de todo o acervo. Este é um passo importantíssimo para a modernização da PGM”, avaliou o secretário de assuntos jurídicos, Ricardo Correa. 

A implantação vai ser iniciada pelo setor de execuções fiscais. Após, o sistema será instalado na área de administrativo-consultivo, que envolve toda a parte de pareceres técnicos. Por último, ficará o setor de contencioso judicial, completando a informatização da PGM. 

“A digitalização da Procuradoria do Recife vai gerar muitos benefícios em termos de gestão, segurança e agilidade”, conta o gestor do projeto na Softplan, Jackson Erig. 

O sistema também gera economia de recursos como papel e mão-de-obra, além da diminuição de espaço físico necessário para instalação de novas unidades. 

Atualmente, o software está instalado em 11 procuradorias estaduais do Brasil e em nove tribunais de justiça, que representam mais de 60% dos processos que tramitam na justiça comum.

A Softplan é uma empresa de software de Santa Catarina que conta com cerca de 1,5 mil colaboradores. 

A companhia não abriu seus ganhos em 2013, mas em 2012 contabilizou R$ 144 milhões, um aumento de 47% ao registrado em 2011, que foi R$ 98 milhões.

Recife, capital pernambucana, tem cerca de 1,5 milhão de habitantes.

A cidade é considerada um dos mais importantes polos de tecnologia da informação do país. O Porto Digital, que abriga mais de duzentas empresas, entre elas multinacionais como Accenture, Oracle, ThoughtWorks, Ogilvy, IBM e Microsoft, é reconhecido pela A. T. Kearny como o maior parque tecnológico do Brasil em faturamento e número de empresas.

Recife é a cidade com o 14º maior PIB do Brasil.