Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

Cassio Bobsin, CEO da Zenvia, líder brasileira em serviços de mobilidade, acaba de lançar um site pessoal, focado em empreendedorismo, inovação e tecnologia. 

A proposta da página é ser um canal aberto de relacionamento para empreendedores, donos de startups, investidores e interessados em começar um negócio próprio.

“Quero dar dicas práticas e fornecer conteúdos relevantes, além de prover um ambiente para trocar informações e iniciativas”, afirma Bobsin.

A criação de sites nesses moldes, focados em aumentar a visibilidade pública de empreendedores, parece ser parte do plano de carreira de executivos com o perfil de Bobsin.

Tallis Gomes, fundador da Easy Taxi e Marco Gomes, do Boo-Box, tem portais parecidos, para ficar em dois exemplos. Gustavo Caetano, da Sambatech, tem uma estratégia similar, ainda que sem um site próprio.

Pelo tamanho atual da Zenvia e a trajetória da companhia, Bobsin aparece hoje menos do que deveria.

Com sedes em Porto Alegre e São Paulo, Zenvia registrou receita de R$ 154 milhões em 2014 e espera crescer 80% em 2015, chegando a um faturamento aproximado de R$ 275 milhões.

A empresa divulgou planos de abrir capital até 2020 e recebeu no ano passado um aporte de R$ 71 milhões dividido meio a meio entre o BNDESPar e o fundo de investimentos DLM.

Bobsin também tem uma trajetória pessoal alinhada com os valores da cena startup em alta no país.

O empresário fundou aos 18 anos a sua primeira empresaa Dinamize, hoje uma das maiores da área de e-mail marketing no país.

Aos 23 anos criou a Human Mobile, com o sócio Victor Knewitz, em uma garagem na casa da avó do último. 

Nos últimos anos, além de conduzir as aquisições em série da Zenvia, Bobsin encontrou tempo para participar da criação de mais de 10 startups, além de ser um dos fundadores da aceleradora Wow.