Tiago Rosa e Diego Steffen. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Sige, um ERP feito pela gaúcha Creative+, da pequena Bom Princípio, cidade de 11 mil habitantes a 76 km de Porto Alegre, é o primeiro sistema de gestão brasileiro disponível no Google Apps Marketplace.

A solução de gestão roda na nuvem da Microsoft, o Azure, e já é usado por cerca de 1 mil clientes, em todo tipo de segmentos, incluindo desde cerâmicas até pequenas lojas, passando por metalúrgicas e agências de propaganda.

O software pode ser pago em quatro planos diferentes, desde uma versão básica por R$ 19,90 ao mês por usuário, com fluxo de caixa e operações não fiscais até uma completa por R$ 119,90 já incluindo vendas, compras, NF-e, CRM, PCP e outros.

“Nossa expectativa é de alcançar todas as empresas brasileiras que já utilizam serviços da Google, mas não possuem acesso a um ERP Cloud adaptado a nossa cultura”, destaca Tiago Rosa, diretor técnico da Creative+.

Ele enfatiza que outros ERPs disponíveis no Google Apps Marketplace nem sequer estão em português, quando mais preparados para emitir NF-es.

Rosa, um desenvolvedor com passagem por empresas gaúchas como Pandorga, Di Uno, Tlantic e Meta, diz que foi parar em Bom Princípio, pacata cidade de colonização alemã que sediada anualmente a Festa do Moranguinho por um “acidente geográfico”.

O programador acabou formando uma sociedade com Diego Steffen, empreendedor do ramo de publicidade, para montar a empresa.

Inicialmente uma fábrica de software, a Creative+ tem hoje uma equipe de cinco desenvolvedores focados no ERP cloud. E, quem sabe, plantando alguns morangos no tempo livre.