Cristina Palmaka.

A SAP usará o data center da Equinix em São Paulo para hospedar no Brasil a solução de gestão de recursos Humanos SuccessFactors, com início previsto no próximo trimestre. 

O investimento no centro, preparado para atender clientes em toda América Latina, foi de R$ 19 milhões.

O data center em São Paulo é o 17º da SAP em todo o mundo, ao lado de outros localizados na Europa, América do Norte, África, China, Austrália e no Oriente Médio.

Um dos primeiros clientes usar o SucessFactors hospedado no data center brasileiro será a gigante de carnes JBS.

“As soluções de HCM da SAP estão crescendo dois dígitos na América Latina e o data center no Brasil nos ajudará a atender a essa crescente demanda”, afirma a presidente da SAP Brasil, Cristina Palmaka.

O data center brasileiro está um pouco atrasado:  foi anunciado em setembro de 2014 para o primeiro trimestre do ano passado. No meio do caminho, a SAP optou por não construir um data center e sim usar os serviços de uma empresa do ramo.

Agora é aguardar para ver se o data center local consegue dar impulso à oferta de Sucess Factors no país. Em nível global, são 5 mil clientes e 40 milhões de usua´rios.

Quando foi adquirida pela SAP em dezembro de 2011 por uma bolada de US$ 3,4 bilhões, a Sucess Factors tinha uma base inexpressiva no país.

Ao longo de 2014, alguns canais da SAP como Cast, Grupo ASSA, Red&White IT Solutions e ITS Group começaram a vender a solução, atingindo uma base de clientes de pouco mais de 200 organizações na época.

Em outubro daquele ano, a SAP contratou Celso Matoso, ex-diretor comercial da Totvs no Rio de Janeiro, para assumir a posição de vice-presidente de vendas de Success Factors (Matoso tinha uma passagem anterior pela multinacional alemã).

Um ano depois, no entanto, Matoso foi transferido para a área de Core Industries, com a Success Factors, ficando sob o comando de Carolina Penteado Bastos.

A Equinix está expandindo operações no país: anunciou em março a construção de um novo data center em São Paulo, o terceiro no estado e quinto da companhia no país.

A empresa investirá US$ 76 milhões na primeira etapa de construção de SP3, que será localizado em Santana de Parnaíba. 

Segundo destacou a empresa, o projeto terá outras 5 fases e os cerca de 2.800 racks de SP3 dobrarão a disponibilidade de espaço da empresa no Brasil.

A primeira etapa da construção está prevista para ser inaugurada no primeiro trimestre de 2017.