O valor dos notebooks é de US$ 200 (11,6 polegadas) e US$ 230 (13,3 polegadas). Foto: Divulgação.

A HP anunciou o lançamento da série HP Stream, que conta com dois laptops e dois tablets Windows. Os dispositivos oferecem armazenamento em nuvem gratuito e conectividade 4G em alguns modelos. Eles também vêm com a opção de 1TB de armazenamento no Microsoft OneDrive e acesso à edição pessoal do Office 365 por um ano.

Os laptops são de 11,6 polegadas e 13,3 polegadas. Os aparelhos vêm com um processador Intel Celeron e 32GB de armazenamento de memória flash. As máquinas estão disponíveis em rosa e azul. 

O valor dos notebooks é de US$ 200 (11,6 polegadas) e US$ 230 (13,3 polegadas). 

Os tablets são de 7 polegadas ou 8 polegadas. O primeiro custa US$ 100 e o segundo, US$ 150. 

Segundo o CNet, os notebooks são, provavelmente, os modelos mais baratos do mercado com Windows 8. Mesmo assim, eles consideram que até um um usuário casual de laptops pode ficar receoso com as especificações.

Ao invés de ser pensado para a instalação e execução de vários aplicativos e armazenagem de grandes quantidades de dados, o Stream é feito para operar quase como um Chromebook, acessando aplicativos e serviços baseados em nuvem, mas com a capacidade de executar funções normais do Windows 8 (como rodar softwares instalados).

No Brasil, a HP havia anunciado em março uma nova linha de tablets. Na época, a empresa divulgou três modelos com fabricação nacional - os tablets HP7, HP8 e o híbrido HP x360 - para o segmento de consumidor final, e o Elite Pad 1000, nova versão de seu tablet de alta performance para o mercado corporativo.

O HP8 foi lançado com valor de R$ 799 e o HP7, por R$ 599, um valor alto para um modelo de entrada, quando se fala de um mercado onde fabricantes já oferecem opções de até R$ 199. 

No entanto, a HP defendia que o objetivo da marca era se aproximar do consumidor que quer pagar menos, mas mantendo um padrão de qualidade consistente. 

"Nosso objetivo é tornar o básico bom. A HP não se propõe a ser a marca mais barata. Queremos oferecer a melhor qualidade dentro de um preço adequado", disparou Fabio Ranieri, gerente de mobilidade da HP para a América Latina.

Agora, pelo menos nos Estados Unidos, parece que “ser a marca mais barata” virou uma estratégia da HP.

Uma busca por notebooks com Windows 8 no site da varejista Best Buy resultou em um laptop da Asus como opção mais acessível, por US$ 215. O modelo novo mais barato da HP será US$ 200.

A busca por tablets encontrou um modelo da Dell como o mais barato, por US$ 179. Além de ser mais caro dos que os lançamentos da HP, ele ainda é refurbished.