Operação da Petrobras na Bacia de Pelotas. Foto: Petrobras/ ABr

A Sonda IT acaba de certificar MPS.BR nível C a divisão que atende a Petrobras e fica sediada no Rio de Janeiro, com avaliação feita pela  ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade.

“Na reta final para a certificação, conseguimos enxergar outros inúmeros benefícios, tais como o ganho de produtividade que alcançamos implementando processos de qualidade que evitam retrabalho”, avalia João Marcelo Silva Queiroz, diretor de área de negócios da Sonda IT.

A empresa não menciona o tema na sua nota sobre o assunto, mas com certeza a decisão passa também por se fortalecer em futuras licitações nas Petrobras.

Existem hoje no país 581 empresas avaliadas em algum nível do MPS.BR, um requisito de cada vez mais licitações para compras de fábricas de software. 

A primeira recomendação do Tribunal de Contas da União nesse sentido data de 2007.

No entanto, a grande maioria fica nos níveis mais iniciais como o G (58%) e o F (29%). As empresas com nível C totalizam apenas 7%¨e 1% detém o nível A, o máximo. 

Com isso, a aquisição do nível C na unidade focada na Petrobras dá uma vantagem competitiva para a Sonda IT. 

A operação carioca da empresa é a única certificada em qualquer nível do MPS.BR. As demais fábricas adotam o modelo de qualidade de software americano CMMI, uma das inspirações do MPS.BR, sendo certificadas em nível 3, equivalente ao C.