Sede da T-Systems na Alemanha.

A T-Systems do Brasil acaba de contratar Paulo Roberto Bertaglia, ex-executivo senior da HP,  como novo Head of Strategic Deals.

Bertaglia deverá expandir a presença da T-Systems nos segmentos de manufatura, varejo, energia e finanças.

O executivo tem mais de 35 anos de experiência no mercado, incluindo passagens por empresas como EDS, Oracle, Unilever e IBM.

A multinacional alemã tem reforçado seu time executivo no Brasil, tendo anunciado em julho a vinda de Ideval Munhoz, ex-country manager da HCL para o Brasil e América Latina, para assumir a posição de presidente da empresa.

As contratações visam reenergizar o negócio da T-Systems no país, onde a receita da empresa em 2010 teve uma redução de 1,2% frente aos resultados do ano anterior, fechando em R$ 336 milhões.

Em entrevista concedida durante a Cebit à Information Week, o suíço Dominik Yves Maurer, então responsável pela operação brasileira, revelou que a receita em 2011 foi de R$ 360 milhões – alta de 7% - com meta de chegar a R$ 1 bilhão até 2016.

O sucesso dos planos tem repercussão no Sul: a empresa já divulgou planos de dobrar o tamanho das operações em Blumenau nos próximos dois anos, quando pretende passar dos 500 funcionários no centro instalado no local.

No mundo, a T-Systems possui 48,2 mil colaboradores em mais de 20 países, com faturamento de € 9,2 bilhões em 2011.