Bernard Charlés, CEO da Dassault. Foto: divulgação.

A Dassault Systèmes, fornecedora de soluções PLM, divulgou seus resultados no terceiro trimestre do ano, registrando um incremento de 4% em sua receita no período, em relação ao ano passado.

Segundo destacou a empresa francesa em nota, o crescimento se deve ao forte crescimento do faturamento com software, que subiu 8% no período. Os ganhos com serviços tiveram um aumento de 5%.

A receita com o software Solidworks aumentou 6%, liderado pelo crescimento de faturamento com manutenção e novas licenças.

Nas Américas, o faturamento total aumentou 1% com um nível mais baixo de novas licenças e atividades de serviços. Na Europa, o faturamento total subiu 7%.

O lucro operacional da companhia ficou em € 113,2 milhões, um acréscimo de 1,6% ano a ano, e a margem operacional foi de 22,9%.

No total dos nove primeiros meses do ano, a Dassault fechou com um crescimento de 6% em sua receita em relação a 2012, com resultados fortes na Ásia (8%) e Europa (5%). Na América Latina, o superávit ficou em 4%.

O lucro operacional totalizou € 336,9 milhões e o número de funcionários aumentou 6,4% em comparação a setembro de 2012.

Para Bernard Charlès, CEO da Dassault, os resultados do terceiro trimestre refletiram uma convergência de eventos com a ameaça comum de um macro ambiente mais fraco.

“Estamos avançando em vendas, por meio do aprimoramento de nossa indústria e de um crescimento regional seletivo, em negócios e administração financeira, por meio do foco constante no aprimoramento das operações e eficiência, e em pesquisa e desenvolvimento", explica.