Essa deve ser uma das maiores aquisições da PwC. Foto: flickr.com/photos/howardlake.

A PricewaterhouseCoopers (PwC) e a Booz & Company fizeram um acordo de fusão condicional, anunciado nessa quarta-feira, 30. A transação está sujeita à aprovação de 300 sócios da Booz, que votarão em dezembro. 

O valor da negociação não foi revelado, mas essa deve ser uma das maiores aquisições da PwC, que pretende manter a maioria dos parceiros da Booz, cerca de 3 mil colaboradores, segundo o New York Times. 

A Booz & Co se separou em 2008 da Booz Allen Hamilton, consultoria conhecida pelo trabalho com agências governamentais norte-americanas, após o vazamento de dados confidenciais pelo empregado Edward Snowden.

Especialistas informaram ao jornal americano que estimam que a empresa tenha US$ 1 bilhão em receita

A PwC, segundo a Reuters, é uma das "quatro grandes" empresas globais de contabilidade. As outras são KPMG, Deloitte e Ernst & Young. A companhia relatou uma receita de US$ 32 bilhões durante o ano fiscal de 2013.

O acordo irá unir companhias antigas em seus setores. PwC iniciou em duas empresas de contabilidade em Londres no meio do século XIX, enquanto a Booz foi fundada em 1914 como pioneira na gestão de consultoria de indústrias.