Carlênio Castelo Branco

A Senior, companhia de Blumenau especializada em software de gestão, RH e controle de acesso, comprou a Softran, empresa de Joinville focada em soluções direcionadas a transporte de carga, logística e frotistas.

Não foi revelado o valor do negócio. A Softran tem 60 funcionários, gerencia mais de 18 mil usuários online todos dias e deverá fechar o ano de 2015 com um faturamento de R$ 6 milhões.

A companhia atende os setores de carga fracionada, e-commerce, retalhista, química, granel, carga seca, e milk run. 

“Ao complementar nossas soluções, podemos atender ainda mais as demandas de nossos clientes com projetos capazes de reduzir custos operacionais e promover o ganho de produtividade. A aquisição deverá, ainda, intensificar nossa presença em um dos segmentos mais exigentes do cenário nacional”, diz Carlênio Castelo Branco, CEO da Senior.

De acordo com o executivo, a ideia é colocar os 100 canais de distribuição da Senior para vender as soluções da Softran.

A empresa já tem entre seus clientes seis  entre as 20 transportadoras mais lembradas do país, de acordo com o ranking Top do Transporte.

“Estamos aptos a atuar na gestão administrativa e em toda a cadeia de negócio dessas empresas, incluindo soluções em cloud computing e segurança da informação”, explica o diretor de Marketing e Produto da Senior, Alencar Berwanger.

Não é a primeira compra da Senior no segmento de logística. Há cerca de um ano, a companhia adquiriu a Sythex, empresa de São Paulo focada em gerenciamento de armazéns (WMS, na sigla em inglês) com 90 colaboradores e faturamento de R$ 13 milhões neste ano.

A Senior fechou o terceiro trimestre com uma receita de R$ 58 milhões, superando em 29% o valor alcançado pelo grupo no mesmo período do ano anterior. 

O porfólio da Senior inclui soluções em ERP, gestão de pessoas, acesso e segurança, BI, workflow, mobilidade e um pacote completo de implantação, consultoria e suporte em TI

O objetivo da Senior é fechar o ano com uma alta de faturamento de 25%, o que significaria um resultado de R$ 240 milhões.

A meta está abaixo do resultado obtido no ano passado, quando a empresa cresceu 36% e é uma revisão para baixo dos 30% estabelecidos como objetivo no final de 2014.

Mesmo assim, a Senior está conseguindo crescer mais rápido que a média do mercado de software. 

A Totvs, referência no mercado de software de gestão, cresceu apenas 4,2%, ainda que com uma receita líquida bem maior, na casa dos R$ 464,5 milhões.