Clientes na C&C Casa e Construção em tempos de coronavírus. Foto: Ricardo Boni.

A C&C Casa e Construção, um dos maiores varejistas do setor de reformas domésticas do Brasil, vai implantar um pacote de soluções SAP em 2021, incluindo o sistema de gestão S/4 Hana e soluções específicas para gestão de estoques e análise de dados.

Ainda está sendo definido qual parceiro da multinacional alemã no Brasil vai fazer a implementação. A SAP tem talvez meia dúzia de parceiros no país com experiência de grandes projetos na área de varejo de material de construção.

Segundo informações do Neofeed,  em um primeiro momento, o projeto deve focar em na retaguarda e em aplicações para melhorar a eficiência dos dois centros de distribuição da rede, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Gradativamente, a ferramenta também migrará para a captura e análise de dados dos consumidores. 

Essas informações serão usadas no desenvolvimento de projetos para melhorar a experiência desse cliente na interação com a C&C, que tem 35 unidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. 

A C&C teve uma receita de R$ 1,5 bilhão em 2019 e é  uma das poucas bandeiras 100% brasileiras de porte similar às redes de capital estrangeiro que atuam no país.

A lista inclui as francesas Leroy Merlin, com 42 lojas, e Saint-Gobain, dona da Telhanorte e da Tumelero que, juntas, têm 75 unidades.

Outra rival é a Sodimac, do grupo chileno Falabella, que desembarcou no Brasil em 2013, com a compra da Dicico. E, desde 2018, vem cumprindo um plano agressivo de expansão, com 53 unidades.

A concorrência também vem de nomes como a Quero-Quero, do Sul do País, que captou R$ 2,2 bilhões em seu IPO, em agosto. 

Mesmo assim, o mercado tem muito espaço para consolidação. Segundo a Anamaco, o Brasil tem mais de 136 mil lojas de material de construção, das quais, 68,3% têm até quatro funcionários.