Rafael Fossati. Foto: divulgação

A Agiplan Financeira, empresa porto-alegrense do grupo Agiplan especializada em soluções de crédito, contratou solução da IBM para o desenvolvimento de um projeto para agilizar a entrega de informações gerenciais para gestão da área comercial.

Denominado AgIInfo, o projeto teve base no IBMCognos 10 Business Intelligence, implantado pela Win Solutions, parceira da IBM também sediada na capital gaúcha.

A solução trouxe à financeira recursos de portal de informações, envio por e-mail de relatórios, extração de informações para SMS, entre outros.

“O novo software nos permitiu disseminar relatórios de apoio para a tomada de decisão, padronizando ações nas diferentes regionais”, afirma o diretor executivo da Agiplan, Rafael Fossati.

A primeira fase do projeto teve foco na área comercial de empréstimos consignados e crédito pessoal, agregando recursos de gestão e segurança ao setor, além da possibilidade de cruzamento de dados entre diferentes departamentos e ampliação das frentes de entrega das informações.

“Além do investimento nos processos técnicos, procuramos também melhorar a experiência do público interno. A meta foi potencializar os recursos do portal de informações da financeira, por meio de um serviço customizado, intuitivo e rápido”, conclui Fossati.

Integrante de um grupo também formado por Agiplan Promotora, Agiplan Card, Agiplan Seguros e Agiplan Mercantil, a financeira tem matriz na capital gaúcha e 60 filiais em 22 estados brasileiros, mais o Distrito Federal.

A empresa mantém oito call centers, cerca de dois mil correspondentes e 850 colaboradores diretos.

TI NO MOTOR

Para manter toda esta rede funcionando a todo vapor, a companhia aposta bastante em TI.

No mês passado, por exemplo, iniciou o uso do SPBx, solução da C&M que dá acesso ao SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiro).

A ferramenta garante o acesso de financeiras, bancos e corretoras de câmbios e valores à plataforma com segurança, contingência e em conformidade com todas as normas do Banco Central.

“Nós processamos todas as transações de SPB dos clientes. Com a solução, a Agiplan Financeira – CFI fica livre para cuidar exclusivamente das atividades pertinentes ao seu negócio”, explicou o presidente da C&M, Orli Machado.

Outro projeto da TI da Agiplan foi a contratação, no ano passado, da gaúcha Rhino para agilizar, uniformizar e gerir suas áreas e processos de custos de serviços corporativos.

No projeto, a mesma metodologia que permite criar um catálogo de serviços de TI também permitiu à Agiplan criar um CSC – Centro de Serviços Compartilhados – estamos falando do ITIL.

No caso da empresa de crédito, os métodos de excelência em governança foram aplicados a serviços compartilhados entre departamentos da companhia, que antes atuavam dispersos.

“Muitas solicitações eram feitas por meio de mecanismos informais, como ligações telefônicas e e-mails entre funcionários, e isso prejudicava a qualidade, provocando atrasos e, às vezes, retrabalho”, avaliou Fossati, à época.

Para superar esses problemas, a área de TI e o departamento de Suporte Operacional da empresa atuaram juntos, em um trabalho que culminou na criação do CSC, que, segundo Fossati, acabou funcionando como “um modelo de boas práticas para as demais áreas”.

Hoje usuários em viagem que não conseguem abrir um chamado para o Suporte Operacional da Agiplan pelo sistema, ligam para a Central de Serviços de TI, que também pode atendê-los.

O CSC também atua no controle de solicitações e na comunicação entre quem pede e quem atende aos chamados, já que somente as pessoas responsáveis estão envolvidas nessa comunicação.

Também em 2011, a Agiplan Serviços Financeiros eliminou o uso de e-mails nos processos de seu setor Operacional, trocando todo contato pela automatização do Qualitor, software de gestão de atendimento da porto-alegrense Constat.