Mercado está saturando, segundo IDC. Foto:flickr.com/photos/intelfreepress.

A venda mundial de tablets teve um aumento de 28,2% com 76,9 milhões de unidades comercializadas em 2013. O crescimento é pequeno se comparado ao resultado do ano anterior quanto a taxa de ampliação das vendas foi de 75,3%.

De acordo com a IDC, que divulgou os dados, o principal motivo foi a saturação em mercados como os Estados Unidos e o interesse nos países emergentes, incluindo o Brasil, não foi suficiente para frear a alta na venda desses dispositivos. 

As grandes empresas fabricantes também puderam perceber essa redução. A Apple teve um incremento de 13,5% com tablets, enquanto em 2012 registrou um acréscimo de 48,1%.

Com resultado um pouco pior, a Amazon registrou uma queda no envio desses aparelhos ao vender 5,8 milhões de unidades em 2013, ante os 5,9 milhões do ano anterior. 

A Consumer Electronics Association também acredita que o sucesso de vendas dos tablets e smartphones, que acumularam em 2013 uma receita de US$ 1,07 trilhão em todo o mundo, pode estar com seus dias contados. Segundo especialistas, em 2014 o mercado de eletrônicos terá um recuo de 1%, ficando no US$ 1,05 trilhão.

Por outro lado, a GfK informou em novembro que o comércio de tablets no Brasil aumentou 228% entre janeiro e agosto do ano passado.