O projeto desenvolvido para a prefeitura da cidade custou R$ 21 milhões. Foto: flickr.com/photos/t-ma

O sistema, desenvolvido e executado pela Fort Knox, denominado Sistema Digital de Segurança e Integração Urbana, será inaugurado na cidade de Sâo Bernardo do Campo, grande São Paulo, na próxima sexta-feira, 4 de abril.

O projeto, pioneiro no país desenvolvido para a prefeitura da cidade, custou R$ 21 milhões.

Em fase de testes desde janeiro desse ano, o sistema integrado de monitoramento e gerenciamento de segurança conta com a instalação de 450 câmeras no entorno das principais escolas municipais, postos de saúde e outros serviços da prefeitura.

Além disso, modernos sensores integram a vigilância em tempo real dos principais riscos que podem afetar diferentes órgãos e agências da cidade.

Em desenvolvimento há quase cinco anos, o presidente da empresa,  Luiz Carlos Delben Leite afirma que o sistema pode ser adequado para qualquer perfil de cliente, com condições de atender desde as grandes capitais e cidades do país, até realizar o monitoramento de estádios, aeroportos e o controle de fronteiras.

“A abrangência deste sistema é ampla e permite o monitoramento integrado de todos os possíveis riscos, sejam os de segurança como até mesmo os causados em situações de enchentes e deslizamentos”, assegura Delben.

O papel do software desenvolvido para a cidade da grande São Paulo é a integração de todos os procedimentos de comunicação nos processos de segurança.

A empresa explica que são realizados despachos automáticos que racionalizam o funcionamento da central de monitoramento - dotada de 35 posições de operadores e uma Sala de Análise de Situação.  

Assim, os softwares e vídeos inteligentes detectam os incidentes, analisam a localização e acionam o despacho automático das viaturas de atendimento, unificando a comunicação com todos os órgãos e áreas conectadas.

Baseado em tecnologias como as desenvolvidas em Israel, Espanha e França, o sistema da Fort Knox se diferencia já que identifica as imagens das câmeras e automaticamente envia um alerta para a agência responsável. Em caso de um deslizamento de terra, por exemplo, o alerta junto com a imagem e a localização segue direto para a Defesa Civil.

A cidade que conta com 765 mil habitantes, faz parte da região industrial do estado de São Paulo, denominada Grande ABC. A área concentra cidades como Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Ribeirão Pires, Mauá e Rio Grande da Serra.

O ABC é marcado historicamente por ser o primeiro centro da indústria automobilística brasileira. A região é sede de diversas montadoras, como Mercedes-Benz, Ford, Volkswagen e General Motors. No entanto, o setor de serviços também vem crescendo significativamente já que a base das operações da antiga America Online, no Brasil, ficava em Santo André.

Além disso, São Bernardo do Campo é a cidade mais rica da região segundo dados do IBGE de 2009, e com maior população e área territorial. Seu PIB é de R$ 29 milhões, 58% a mais se comparado a cidade de Caxias do Sul, que concentra R$ 17 milhões.