Papel cartão é um mercado aquecido. Foto: Ibema.

A Ibema, fabricante de papel cartão que está entre as maiores do país no segmento, vai começar em abril a implantação do sistema de gestão S/4 da Hana da SAP, em um projeto com consultoria da KPMG. 

A empresa deve implementar todos os módulos do ERP rodando em uma nuvem privada, em um projeto de oito meses com go live programado para o início de 2022, envolvendo as áreas de vendas, suprimentos, controladoria, produção, almoxarifado e logística.

“Buscamos soluções que facilitem o trabalho e aprimorem a experiência de compra de nossos clientes no contexto da Indústria 4.0”, afirma o CEO da Ibema, Nilton Saraiva.

O CFO da Ibema, William Bauer, destaca o corte de custos em infraestrutura de TI.

“Não precisamos mais nos preocupar com a aquisição ou manutenção de servidores nem com a gestão de diversos fornecedores de TI, pois tudo estará armazenado com segurança em nuvem. Isso nos permite focar em nosso core business e em nossa competitividade”, afirma Bauer.

A KPMG dispensa apresentações, trata-se de uma das maiores consultorias de negócios do mundo, junto com Accenture, Deloitte e PwC. Todas têm práticas SAP e costumam ganhar grandes projetos com frequência.

A Ibema é a terceira maior fabricantes de papel cartão do País, atrás apenas de Suzano e Klabin. 

O setor como um todo está em alta, embalado pelo aumento das vendas pela Internet, que são entregues em caixas de papelão.

A empresa tem 800 funcionários na sede administrativa localizada em Curitiba, centro de distribuição e fábricas instaladas nos municípios de Turvo, no Paraná, e em Embu das Artes, em São Paulo, que juntas possuem capacidade de produção anual de 140 mil toneladas.