Roberto Dariva.

A Intel Capital, braço de investimento da fabricante de chips, comprou uma participação na brasileira Navita, especializada em gestão de dispositivos móveis [MDM, na sigla em inglês].

O fundo não revela valores, mas segue um padrão: participação minoritária, com aporte de US$ 2 milhões a US$ 10 milhões.

Este é o segundo investimento da Intel Capital na área de mobilidade no país. O primeiro foi a Spring Wireless [hoje Spring Mobile], na qual o fundo teve participação até 2008, quando a empresa abriu capital na Nasdaq. 

Presente na região desde 1999, a Intel Capital já fez mais de 40 investimentos na América Latina neste período. No ano passado, o Baguete reportou três no Brasil, uma queda frente aos seis do ano anterior.

Fundada em 2003, a Navita atende mais de 300 empresas na América Latina e tem sob sua gestão mais de 200 mil dispositivos. 

Em 2009, recebeu um aporte do Invest Tech, fundo que tem como cotistas o BNDES, a Finep e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

A companhia não revela faturamento. O último dado aberto foi em 2011, quando o resultado foi R$ 19 milhões em 2011. A Navita afirma crescer em média 50% ao ano.

Segundo disse ao Valor Econômico Roberto Dariva, presidente da companhia, os novos recursos serão usados de três formas: metade para ampliar o sistema de gestão de dispositivos móveis criado pela própria companhia, e os outros 50% para abrir escritórios na América Latina e comprar companhias com tecnologias complementares às da Navita.