AUDIOBOOKS

Saraiva se alia a Ubook no streaming

31/07/2015 13:01

Empresa de assinatura de audiobooks oferecerá serviço em plataformas da varejista de livros.

Saraiva firma parceria com a Ubook. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Ubook, empresa nacional de assinatura de audiolivros por streaming uniu forças com a Saraiva para oferecer seu serviço pela plataforma online da varejista de livros.

Dentro do site e do app da saraiva, o serviço continuará no modelo de assinaturas e se somará ao acervo de conteúdo digital em livros da Saraiva, assim como no desenvolvimento de aplicativos próprios e do leitor de e-books próprio da rede varejista, o Lev.

Com acesso ilimitado ao catálogo, o serviço custará R$18,90 por mês com pagamento no cartão de crédito. Para iniciar, basta fazer download do app em dispositivos iOS ou Android.

A plataforma sincroniza todos os dispositivos e é possível continuar ouvindo um livro exatamente do mesmo ponto em que parou em qualquer um deles. Entre outras funcionalidades, está a possibilidade de fazer marcações ou selecionar capítulos.

O acervo conta com aproximadamente mil audiolivros e mensalmente novos títulos são adicionados. O serviço tem ainda a curadoria de editores, com indicação de obras ou destaque de lançamentos.

Lançado em outubro de 2014, o Ubook foi o primeiro serviço nacional de assinatura de audiolivros por streaming, inspirado por iniciativas internacionais como o Audible, empresa que foi comprada pela Amazon por US$ 300 milhões.

No final do ano passado, nas primeiras duas semanas de operação, o serviço conquistou mais de 40 mil assinantes, a maioria clientes da Claro, primeira operadora com a qual firmou acordo de carrier billing, para cobrança da assinatura na conta telefônica.

Na época, a projeção é superar 1,5 milhão de assinantes dentro de um ano somente entre as teles, com acordos de carrier billing com outras marcas como Oi e TIM. Com a entrada no varejo, o número pode aumentar.

A produção do áudio é feita pelo própria Ubook, com dubladores contratados para a narração.

Um livro de 400 páginas gera um arquivo com duração de entre oito e dez horas, o que demanda entre 15 e 20 horas de produção a um custo de aproximadamente R$ 15 mil.

O valor, contudo, sobe bastante quando são convidadas celebridades como narradores.

O livro "1822", por exemplo, é narrado pelo Pedro Bial. O ator Bruno Mazzeo, por sua vez, foi convidado para narrar "As mentiras que os homens contam", de Luís Fernando Veríssimo. Paulo Betti emprestou sua voz em "O selvagem da ópera", de Rubem Fonseca.

Veja também

SARAIVA WEBSTORE
E-Smart: prêmio no ImagineCommerce

A E-Smart foi reconhecida com o Partner Excellence Award pelo projeto da nova Saraiva Webstore.

EMPREENDEDORISMO
E3Elo: crowdfunding com apelo social

Até o final do ano, o E3Elo espera ter 100 projetos cadastrados, com mais de 50 mil apoiadores.

MERCADO LIVRE
Câmara-E.Net tem novo coordenador

Leandro Soares, diretor do MercadoLivre, é o coordenador do comitê de varejo online.

LIVRARIAS
Ubiqui padroniza dados editoriais

A plataforma conta com um portfólio de mais de oito mil livros gerenciados.